“Força, João”

0
205

Jorge Sobral
Jurista

Não é minha intenção escrever crónicas de âmbito desportivo.
Amante das caminhadas quase diárias, que não pretendo abandonar, fui acometido por um forte sentimento de “patriotismo”. Tudo responsabilidade da excecional prova ciclista do Caldense João Almeida, em Itália, que o levou ao pódio.
Este jovem vem colocando o nome de A-dos-Francos nas bocas do mundo e, por consequência, o nosso Concelho.
A última das etapas da Volta a Bicicleta à Itália, terminou na bela cidade de Roma.
Sem que nada o tivesse previsto, coincidiu com a minha passagem pela mesma capital.
Ao descer a avenida da República, no sentido do hotel, onde estava instalado, ia-me cruzando com cada vez mais Eslovenos, carregados de bandeiras do seu País, dando vivas ao seu ídolo que se preparava para ganhar a Volta a Itália.
Comecei por ter um sentimento de alguma frustração, tendo em conta que o João tinha estado tão perto da vitória.
Inesperadamente tive um impulso e decidi também descer a avenida e aproximar-me da zona da passagem dos ciclistas. Não tinha bandeira, nem sequer tinha a certeza que conseguiria descortinar entre todos os participantes o nosso herói do momento. A realidade era que o nosso João, ia estar no pódio. Tive uma certeza. Eu sentia-me orgulhoso como caldense ao saber que este jovem que nos representa a todos ia estar entre os três melhores.
Ainda pensei que o meu grito de “Força, João”, lhe tenha chegado aos ouvidos.
Ilusão a minha. Mas este entusiasmo, fez-me lembrar acontecimentos desportivos, marcantes neste nosso concelho, onde figuras de mérito levaram longe o nome das Caldas da Rainha.
Uma das grandes vitórias a nível Nacional, foi em 1925, quando José Tanganho, vence a primeira volta a Portugal a Cavalo. Num trabalho de inegável mérito, o nosso ilustre amigo Mário Lino, pesquisou e converteu num manuscrito de grande qualidade toda a epopeia deste grande caldense. As fotografias da altura mostram os milhares de pessoas em Lisboa saudando o nosso cavaleiro, o que se repetiu quando às Caldas chegou com o troféu, à Avenida Miguel Bombarda .
Também a subida do Caldas Sport Clube à primeira divisão, levou à rua da nossa cidade, milhares de caldenses que esperaram o regresso dos jogadores.
Ao ver agora as inúmeras manifestações de apoio, gratidão e encorajamento ao João Almeida, vem à minha memória todos esses momentos de grande júbilo para a nossa população.
Este nosso atleta, da estrada, tem já o seu lugar no espaço reservado aos grandes ciclistas nacionais, que é o Museu do ciclismo na nossa cidade. ■