Na Rota das Chancelas UNESCO

0
245

No dia 18 de maio foi lançada a revista “Na Rota das Chancelas UNESCO”, um trabalho de promoção das chancelas UNESCO que integram o território do Geoparque Oeste, numa coprodução das Caldas da Rainha Cidade Criativa, das Berlengas, Reserva da Biosfera e do Geoparque Oeste, em parceria com a Gazeta das Caldas.
Esta publicação pretende ser uma referência de apoio para visitantes, mas também para operadores turísticos que desenvolvam atividade no território dos municípios que compõem este território (Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lourinhã, Peniche e Torres Vedras). Será ainda um documento de suporte para todos aqueles que pretendam conhecer melhor a geodiversidade e biodiversidade destes territórios reconhecidos pela UNESCO pelo seu património natural e cultural de exceção.
Para além de rotas temáticas e geossítios, esta publicação pretende convidar os leitores a visitar um território numa perspetiva diferente e imersiva, onde as paisagens e as experiências são um selo de qualidade e uma garantia de que depois de conhecer vão querer voltar.
Enquanto território UNESCO em três programas distintos, é possível explorar a suas diferentes ofertas, seja no plano turístico, educacional ou científico. Neste sentido, acreditamos que este guia será um suporte útil e uma verdadeira porta aberta para quem queira conhecer e aprender com as chancelas UNESCO no território do Geoparque Oeste.
O que é um Geoparque? Conforme expresso no Programa Internacional de Geociências e Geoparques da UNESCO (IGGP), um Geoparque Mundial da UNESCO é um território singular, com uma área geográfica unificada onde locais e paisagens de importância geológica internacional são geridos numa conceção holística de proteção, educação e desenvolvimento sustentável, para além de se constituir como território de excelência para a investigação científica. Como tal, revela-se imprescindível sensibilizar e envolver as populações locais relativamente à importância do património geológico do território, incrementando o seu sentido de pertença e de identidade.
Caldas, Cidade Criativa da UNESCO do Artesanato e das Artes Populares? Iniciado em 2016, este projeto estabeleceu como propósitos fundamentais reunir em torno de um objetivo comum várias instituições da cidade e inúmeros agentes (individuais e colectivos), públicos e privados. O projeto pretendeu, também, desenvolver pólos de criatividade e de inovação e ampliar as oportunidades existentes para criadores e para profissionais do setor cultural. Integrar a cultura e a criatividade nas estratégias e nos planos de desenvolvimento local, correspondendo assim às premissas da Rede de Cidades Criativas da UNESCO foi outro dos eixos fundamentais.
O que são as Reservas da Biosfera? São territórios que se diferenciam pela singularidade e conservação do seu património natural em coexistência com o bem-estar e a valorização do património cultural associado às comunidades residentes. São áreas comprometidas com a sustentabilidade, valorizam a conservação das paisagens e dos ecossistemas para o desenvolvimento social, económico, cultural e ecológico, e atuam como plataformas de investigação, monitorização, educação e sensibilização. Representam um modelo singular e relevante no panorama global das estratégias de proteção, gestão e utilização dos recursos naturais e da biodiversidade. ■