O amieiro do Patalugo

0
456

Num local denominado Patalugo, contíguo à aldeia do Formigal, freguesia de Salir de Matos, existe um amieiro secular, de porte considerável que, tanto quanto nos foi possível apurar, é único na região. Testemunhos orais, passados através de sucessivas gerações, referem que este amieiro foi ali mandado plantar pelos frades do Mosteiro de Alcobaça, ao tempo em que a região era foral do referido mosteiro. Nas proximidades existem várias povoações e localidades às quais o amieiro deu o nome, de que são exemplo, entre outras: Ribeira dos Amiais, Amiais de Cima e Amiais de Baixo. Tal facto indicia que, em tempos idos, esta árvore abundava na região. Hoje, por razões desconhecidas e salvo prova em contrário, já só resta um exemplar: o amieiro do Patalugo. Pela sua história, idade, raridade, porte e beleza, bem merecia ser considerado árvore de interesse público.

José Inácio Sobrinho