Parabéns

0
309

Mercês Sousa
professora

Ao nascermos, no primeiro ano iniciam-se os aniversários para toda a nossa vida, para todos nós, com festa ou sem festa, com prendas ou sem prendas. O tempo não volta para trás e vamos envelhecendo, conforme diz o nosso cartão de cidadão. Este é o “meu” mês, de todas as mulheres, dos pais…Parabéns! Chegou a Primavera! Damos também parabéns a quem tem sucesso, felicitamos uma bela obra de arte, uma linda história, uma meta atingida num projeto de vida de alguém, enfim, aplaudimos quem nos rodeia por muitos motivos.
Já nos parabenizamos? Já nos valorizámos sem necessitar que alguém o faça? Como vai a nossa autoestima? Parabéns se está tudo controlado!
Mas há coisas que não dependem de nós. Como encaramos essa situação?
Na realidade nunca estamos sozinhos, se pensarmos na quantidade de bactérias, muitas delas bem nossas amigas, que estão no nosso intestino, por exemplo.
Tentemos focar o que possuímos de bom, no milagre de estarmos vivos a cada dia que passa, nas maravilhas que podemos admirar, nas belas capacidades de quem amamos e de quem nós apreciamos e tentemos pensar celestial. Conseguiremos mais paz e seremos mais felizes.
Podemos dar os parabéns aos criadores das novas tecnologias pois trazem grandes benefícios à humanidade. Mas há por aí inteligências humanas criadoras de inteligências artificiais manipuladoras de sons e imagens falsas, levando pessoas à ruína, roubando a identidade de seres humanos para seu próprio benefício, enfim, utilizando as novas tecnologias para fins de poder e enriquecimento ilícito, com mentiras e ilusões muito bem engendradas…. É como tudo, há quem as utilize para o bem e outros de tal maneira o fazem que não se consegue chegar aos verdadeiros autores, recuperar as consequências do mal e castigar os verdadeiros falsários e criminosos muitas vezes em nome do amor, honestidade, verdade, e de outros nobres valores da humanidade. Há inteligências para tudo e temos de caminhar com muito cuidado para não tropeçarmos e cairmos. Mas, se tal suceder, vamos ter coragem para nos levantarmos e nunca desistir. Confiemos que há gente muito boa neste planeta, neste País, na nossa cidade… e que o bem vencerá o mal no final.
Se cada um de nós contribuir, em consciência, com o melhor de si, procurando não se comparar com os outros, mas sim pensar em se aperfeiçoar mais em relação ao ano anterior, à semana passada, à véspera, …contribuirá para um ambiente mais sereno e tranquilo à sua volta e viverá mais feliz. Parabéns por tudo que seja bom! ■