Uma “rápida” muito quente entre Lisboa e Caldas

0
1760

Venho por este meio exprimir o meu descontentamento e alertar para a degradação do serviço nas “rápidas” que servem a região Oeste.
Sou utilizadora ocasional deste transporte, mas penso que o caso que vou relatar se repetirá várias vezes ao longo dos dias e nas diferentes carreiras.
No passado dia 7 de Junho realizei uma viagem Lisboa- Caldas da Rainha em péssimas condições e que merece ser denunciada através da comunicação social.
Nesse dia, saí de Lisboa às 18H10 com os termómetros a marcarem 30 graus, ansiosa pelo ar fresco do ar condicionado do autocarro.
Pelo contrário, o que me esperava era um autocarro de lotação praticamente esgotada, com um ambiente quente e abafado e um ar quase irrespirável.
Todas as tentativas de abrir e regular o ar condicionado foram infrutíferas. E assim, os desafortunados passageiros não tiveram outro remédio que não o de transpirar copiosamente e suspirar por chegarem rapidamente ao seu destino.
Na primeira paragem – Bombarral – foram vários os passageiros que saíram queixando-se do estado em que tinham chegado: como se tivessem tomado um autêntico banho.
Trago o caso ao vosso conhecimento porque me parece inaceitável transportar passageiros nestas condições, cobrando bilhetes ao preço normal. E questiono-me: a manutenção dos autocarros está a ser feita? Estas avarias serão pontuais ou a Rodoviária quer poupar no combustível?
Também merecedor de nota negativa é o serviço de wi-fi, que apesar de ser publicitado, deixa muito a desejar: ou o serviço não está disponível – a maior parte das vezes desaparece mal o autocarro arranca – ou as quebras de rede são tão frequentes que o utilizado acaba por desistir, como já me aconteceu por diversas vezes.
Espero que a empresa tenha resposta para estas questões e introduza as necessárias melhorias, de forma a corresponder às necessidades de conforto dos passageiros, que pagam um determinado valor por um bilhete e esperam ser transportados em troca num autocarro em condições.

Raquel Rodrigues

NR – Contactada a Rodoviária do Oeste, a empresa respondeu que agradece a divulgação desta oportunidade de melhoria do serviço e que “como sempre tem feito, actuará em conformidade”.