AD leva Assunção Cristas a Óbidos e é homenageada por agricultores

0
318
Agricultores do concelho receberam a antiga ministra da Agricultura com uma manifestação de agradecimento

Coligação revê-se nas queixas dos agricultores e Telmo Faria critica políticas do governo socialista para o setor

Foi convidada para visitar o Festival do Chocolate de Óbidos, a antiga ministra da Agricultura do governo de coligação (PSD-CDS), tinha à sua espera, na tarde de domingo, uma manifestação de agricultores, mas de agradecimento ao seu governo. Com cartazes nos tratores, os agricultores receberam a ex-governante com flores, um cabaz de maças e palavras de incentivo ao seu regresso à política. Assunção Cristas agradeceu o apoio e pediu-lhes para, cada um, ir “buscar um ou dois indecisos”, para votar na AD, pois está certa que Luís Montenegro “arranjará quem tome conta dos destinos da agricultura”. Lembrou que nos tempos em que era ministra, Telmo Faria era presidente da Câmara de Óbidos “ e ajudou a que tudo se resolvesse”, destacando também a importância do poder local.
De acordo com o cabeça de lista da AD por Leiria, os agricultores atravessam um conjunto de dificuldades, muitas delas estruturais. Critica a forma como o governo socialista não aproveitou o PRR para alavancar investimentos agrícolas, como é o caso da construção de uma rede nacional de água e denuncia o aumento do custo de vida da agricultura, a falta de rendimento dos agricultores e a diminuição das ajudas a quem já tinha concorrido, nomeadamente nas agro-ambientais.
A poucos dias das eleições legislativas, Telmo Faria acredita que a AD alcançará um bom resultado no distrito de Leiria. “O PS apresentou uma lista em Leiria em que os dois primeiros elementos não são do distrito, também não apresentou um trabalho no distrito, nos últimos dois anos, que mereça ficar no primeiro lugar do pódio eleitoral”, considera. Diz sentir, em todo o lado onde vai, o “descontentamento” e que a “vontade de mudança” também está plasmada nos estudos de opinião.
A comitiva da AD visitou o Festival do Chocolate, que decorre há mais de 20 anos e que foi iniciado durante o mandato de Telmo Faria na autarquia. “Viemos constatar a evolução desse trabalho e a popularidade do evento, que existe desde 2002 na vila de Óbidos e que continua a ser uma marca de atração turística e de atração territorial muito grande”, salientou.
Para a noite de terça-feira, 6 de março (já depois do fecho da edição) estava previsto um jantar comício na Expoeste, com a presença do líder do PSD, Luís Montenegro, e do presidente do CDS-PP, Nuno Melo. No início da semana já tinham sido vendidos 2000 bilhetes. ■