Óbidos: Assessor envia SMS para ação de campanha do PSD com cartão de telemóvel da autarquia

0
821

Um assessor da Câmara de Óbidos, com o cargo de secretário da vereação, utilizou o número de telefone de serviço da autarquia para enviar uma mensagem escrita a vários dos seus contactos, formulando um convite para a apresentação pública da candidatura de Filipe Daniel (PSD). 

Questionado sobre a Gazeta das Caldas sobre o caso, o presidente da Câmara de Óbidos, Humberto Marques, referiu que se tratou “claramente de um erro” e que já falou com o funcionário para se inteirar da situação. “O colaborador tem um telefone próprio, que tem dual sim (dois cartões), com um dos cartões de serviço da Câmara. Quando mandou a mensagem pensou que o estava  a fazê-lo do seu número pessoal”, justificou o autarca, acrescentando que o trabalhador “colocou desde logo o seu lugar à disposição”.

Humberto Marques entende que se tratou de um erro, “mas sem qualquer intenção”, pelo que entendeu que “não era por isso que deveria exonerar o colaborador em causa”. Destacou ainda que o funcionário mostrou-se disponível para pagar a conta do telefone ao serviço da Câmara, mas que ainda não tomou decisões relativamente a esse assunto, porque antes quer fazer uma análise detalhada da faturação.

Também questionado sobre o assunto, que tem sido motivo de censura pela oposição, o candidato do PSD, Filipe Daniel, não quis tecer comentários.

O presidente da Câmara de Óbidos refutou, também, as acusações do PS, de que o PSD utiliza os outdoors da Câmara para colocar publicidade partidária.

“O PSD comprou 14 bases em 2009, da qual tem fatura e que têm sido utilizadas pelo partido nas campanhas”, disse, acrescentando que os restantes são alugados. Relativamente ao facto de os funcionários do município andarem a colocar os outdoors do PSD. revela que “o que aconteceu foi que, num sábado, fora do horário de trabalho, voluntariaram-se para o fazer”, explicou. ■