Paulo Raimundo visita Oeste e ataca Governo

0
94
Paulo Raimundo teve primeiro “banho” de multidão no distrito de Leiria em Valado dos Frades

Primeira iniciativa do novo secretário-geral do PCP no Oeste arrastou quase 300 pessoas ao concelho da Nazaré.

O secretário-geral do PCP escolheu terreno favorável, em Valado dos Frades, para, na passada quinta-feira, fazer a primeira aparição no Oeste desde que foi eleito pelo Comité Central para suceder a Jerónimo de Sousa. Na presença da caldense Margarida Botelho, que integra o órgão máximo do partido, Paulo Raimundo recebeu o primeiro “banho” de multidão no distrito e aproveitou a oportunidade para atacar as políticas do Governo.
“O caminho da maioria governamental e da maioria da Assembleia da República [do PS] é o do assobiar para o lado face aos lucros que vão crescendo cada vez mais e o do acerto de contas à conta dos salários, das pensões do investimento público e da produção nacional”, afirmou o comunista, perante uma sala da Biblioteca Instrução e Recreio que acolheu quase 300 pessoas, a maior parte militantes do partido. Satisfeito pela receção, Paulo Raimundo não deixou passar a oportunidade para agradecer o apoio: “Já me tinham falado do Canhão da Nazaré, mas não me tinham falado que o Valado era assim, com esta força toda”.
O secretário-geral do PCP criticou o rumo que o PS escolheu trilhar “ao lado do PSD, da IL e do Chega” e que visa apresentar “contas certas à custa dos salários e das pensões”. “Não há ninguém aqui que não seja de e por contas certas”, declarou o dirigente, lembrando, todavia, que “há é diferentes caminhos para lá chegar e diferentes contas certas” e exigindo medidas imediatas que ajudem a salvar o Serviço Nacional de Saúde.
Nas últimas eleições autárquicas, a CDU elegeu um vereador na Câmara da Nazaré e garantiu uma inédita vitória para a Junta de Valado dos Frades, um “feito histórico” na leitura do vereador João Delgado, que anunciou a reativação da estrutura Concelhia da Nazaré do PCP e manifestou vontade de lutar “por um concelho melhor e mais justo”.
O comunista apontou, ainda, como prioridades “fazer renascer o Pinhal de Leiria”, “lutar pela resolução dos problemas da Lagoa de Óbidos” e pela construção de “um hospital no sul do distrito”.