Pré-campanha das eleições legislativas já está na rua

0
249

A menos de três semanas das próximas eleições legislativas, os cabeças-de-lista do distrito desdobram-se em iniciativas, com visitas aos mercados e feiras, viagens na Linha do Oeste e sessões públicas

A campanha eleitoral arranca, oficialmente, na próxima semana, tendo o PSD optado por dar o tiro de partida com uma viagem pela Linha do Oeste, para alertar para as necessidades que se sentem nesta linha ferroviária.
Acompanhado por mais de uma dezena de militantes, Paulo Mota Pinto, cabeça de lista do PSD pelo círculo eleitoral de Leiria, apanhou o comboio na estação do Bombarral, onde ouviu algumas lamentações dos utilizadores da linha.
“Consideramos que a Linha do Oeste é uma via estruturante da parte litoral do distrito e hoje é consensual que se cometeram erros na modernização para Sul, designadamente, não se ter aproveitado para melhorar a velocidade e a performance”, fez notar o pombalense, acrescentando que “não se devem cometer os mesmos erros para o Norte”.
Paulo Mota Pinto notou também que esta é uma obra há muito tempo necessária, que tem sido constantemente adiada. “Esperamos que a modernização avance de uma vez e que inclua a melhoria das velocidades, além da eletrificação”, afirmou.
Numa viagem até ao Louriçal, o candidato disse que a modernização da Linha do Oeste não é questionada pela alta velocidade. “São coisas diferentes e complementares”, disse, acrescentando que “esta linha simboliza a atitude de uma certa negligência ou de pouca atenção do poder central ao distrito”.
Outra área em que o PSD sente que existe esse desleixo é na saúde, “o que é pouco incompreensível pois o secretário de Estado da Saúde é do distrito”, atirou, referindo que existem milhares de pessoas com falta de médicos de família e falta de investimento e de autonomia de gestão dos hospitais. “Leiria é um distrito onde existe uma grande pujança económica e da sociedade civil, mas em que o poder público e o Estado não tem estado à altura das suas responsabilidades e não tem acompanhado essa dinâmica da sociedade civil, tem deixado arrastar os problemas”, apontou, defendendo ainda a abertura da Base Aérea de Monte Real à aviação civil e a transformação do Politécnico numa universidade.
O antigo Juiz do Tribunal Constitucional deixou, ainda, uma “bicada” ao PS. “Queria fazer um apelo para que os governantes que são candidatos pelo PS aqui no distrito, não confundam as suas funções com a campanha eleitoral”, disse Mota Pinto, referindo-se às visitas do secretário de Estado da Saúde ao centro de vacinação nas Caldas. “Espero que não seja preciso fazer uma queixa mais formal e que não se repita”, afirmou.

Partidos estão na rua
Na passada segunda-feira, a Iniciativa Liberal deu início ao ciclo de conversas públicas no CCC, que se repetirá todas as segundas-feiras do mês (20h30). A caldense Sílvia Sousa e o obidense Joaquim Leitão, que integram a lista por Leiria, querem ouvir os oestinos para “conversar, conhecer e esclarecer o programa do partido”.
Na véspera, o Partido RIR- Reagir- Incluir- Reciclar, que tem a empresária Preciosa Baptista, residente em Peniche, como cabeça de lista pelo círculo eleitoral do distrito de Leiria, esteve em campanha no Mercado de Santana. A iniciativa contou a presença do presidente do partido, Vitorino Silva, mais conhecido por Tino de Rans.
Por seu turno, Gabriel Mithá Ribeiro, cabeça de lista do Chega, visitou o Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça e almoçou com apoiantes.

Nós, Cidadãos avança
O alcobacense Rui Alexandre é o número 2 da lista do Nós, Cidadãos pelo círculo eleitoral de Leiria. O candidato à Câmara de Alcobaça nas últimas autárquicas integra o elenco liderado pelo leiriense José Manuel Mendes. O partido ainda não anunciou ações no Oeste.
As eleições legislativas estão marcadas para 30 de janeiro e no distrito de Leiria há um total de 18 candidaturas.

Agenda preenchida
As próximas semanas serão repletas de atividades de campanha eleitoral, mas nem todos os partidos têm divulgado as iniciativas. Porém, já há diversas atividades de cariz político divulgadas para a região.
Depois de, na semana passada, Heloísa Apolónia, cabeça de lista pelo círculo eleitoral de Leiria da CDU, ter visitado o Museu Nacional Resistência e Liberdade, em Peniche, acompanhada por Adelino Pereira da Silva, ex-preso político e um dos protagonistas da fuga de 1960, a campanha comunista continua esta semana na região.
Para amanhã, 14 de janeiro, pelas 21h00, está prevista uma conversa sobre cultura nas Caldas, com a participação dos candidatos João Delgado e Margarida Patrocínio.
No próximo domingo de manhã, a comitiva da CDU estará de visita ao Mercado de Santana.
No próximo sábado, o Livre estará nas Caldas para fazer uma ação de rua, a partir das 9h30, e que deverá terminar junto do Céu de Vidro no Parque D. Carlos I, às 11h00, onde se realizará o evento de lançamento de campanha. O evento contará com a presença de Filipe Honório, cabeça de lista por Leiria, Rui Tavares, cabeça de lista pelo círculo eleitoral de Lisboa, Inês Pires, candidata pelo círculo eleitoral de Leiria, e Isabel Faria, mandatária distrital do partido.
Entretanto, o BE realiza hoje (21h00), uma sessão pública nas Caldas, dedicada ao “Trabalho agrícola sem fronteiras mas com direitos”, com a participação de Alberto Matos (Solidariedade Imigrante) e do deputado e candidato Ricardo Vicente Local. A iniciativa decorrer na sede da União de Freguesias de Caldas – Nossa Senhora do Pópulo, Coto e S. Gregório. Os bloquista voltarão a cidade no dia seguinte, à tarde, para uma visita e reunião com a direção da ESAD. ■