Quando Miguel Portas visitou as Caldas da Rainha

0
365
Durante uma visita à ESAD na sua última campanha para as eleições europeias

O país despediu-se de um dos fundadores e figuras mais marcantes da sua vida política. Miguel Portas, fundador do BE e eurodeputado por aquele partido, faleceu no passado dia 24 de Abril em Antuérpia, aos 53 anos, vítima de cancro.
A última vez que esteve nas Caldas da Rainha foi a 28 de Maio de 2009, durante a campanha eleitoral para o Parlamento Europeu.
Numa visita à ESAD, Miguel Portas passou pelas oficinas da escola e falou com os alunos, incentivando-os a votar à esquerda, porque “é o partido que mais interpela o poder”.
O então candidato às europeias criticou os custos das propinas e falou da precariedade com que os jovens se deparam no mercado de trabalho e que os impossibilita de organizar a sua vida. “Saem da universidade e vão para um estágio, depois outro e outro, depois, eventualmente, um trabalho à experiência, depois a recibo verde. Já vão nos 30 anos e ainda vivem na casa dos pais”, afirmou. Depois de visitar as oficinas e a biblioteca da ESAD, à qual teceu rasgados elogios, Miguel Portas disse gostar muito de escolas de artes porque são locais onde o trabalho em equipa, e também individual, é muito valorizado. “É uma das formas mais nobres de valorizar os ofícios de sempre”, disse, referindo-se aos trabalhos que nascem das mãos dos jovens.
O périplo pelo distrito de Leiria começou nas Caldas da Rainha, com uma paragem na Praça da Fruta e visita à ESAD. Apesar da coincidência das visitas, Miguel Portas encontrou nelas uma ligação. “O agricultor também é, em certo sentido, um artista, porque há que saber cultivar bem”, disse, acrescentando que o mercado é também “um cenário artístico”.
Mas na Praça da Fruta ouviu também queixas, sobretudo dos mais idosos que denunciaram as pensões “de miséria” que têm, e o mau trabalho feito pelos políticos. A estes últimos, disse que nem todos são iguais, pois há os que governam e os que nunca governaram e só o votos nestes últimos permitirá mudar a politica dos primeiros.
Em 2001 Miguel Portas participara também numa sessão organizada pela biblioteca da Escola Secundária Rafael Bordalo Pinheiro, onde conversou com algumas turmas.

F.F.