Como explicar o terrorismo às crianças?

0
722
notícias das Caldas
|D.R.

As crianças são pródigas em perguntas difícies… e quantas vezes deixam os pais sem saber o que responder? Inúmeras!
Basta ligar a televisão para nos depararmos com a situação do terrorismo, cada vez mais frequente.

Como é que “isto” se explica às crianças? Neste (e em qualquer outro assunto) é fundamental dar abertura e o tempo suficiente para que surjam as perguntas. Fechá-los numa câmpanula de vidro não é a melhor abordagem. Surgindo a questão, devem ouvir de forma disponível e esclarecer de acordo com a idade e preocupação emergente. Podemos explicar que existem outras pessoas com objetivos diferentes dos nossos e que nunca vamos conseguir que todos pensem como nós (pensar diferente nem sempre é errado, não convem é andar por aí a magoar os outros).
As crianças compreendem perfeitamente a história dos “bons que fazem coisas boas” e dos “maus que fazem coisas más”, aprendem a seguir os bons e a repudiar os maus.
A partir dos 11/12 anos já podemos conceptualizar de outra forma e levá-los a meditar no assunto connosco, para que os próprios adolescentes tirem as suas proprias conclusões devidamente elucidados (este treino é fundamental – fornecer informação e dissertar sobre os temas da atualidade, com vista à formação de opiniões devidamente sedimentadas).
Sem esconder os nossos proprios receios, é fundamental securizar as crianças, mostrando que a maioria das pessoas são boas e querem ajudar, embora existam minorias que não pensem nem ajam dessa forma, minorias! – o mensagem a passar deve ser sempre de esperança!

Bom fim de semana!

Dr. Sara Malhoa