A Semana do Zé Povinho 19-08-2021

0
343

Sendo um confesso apreciador de ciclismo, Zé Povinho já gastou quase todos os adjetivos para classificar a carreira de João Almeida, o caldense que continua a fazer história na modalidade. Desta feita, o ciclista que colocou A-dos-Francos nas bocas do mundo por causa dos 15 dias em que vestiu a camisola rosa do Giro, em 2000, estreou-se a vencer etapas no circuito mundial. Mas não ficou por aí, pois juntou as duas vitórias na Volta à Polónia ao triunfo na geral individual, tornando-se no primeiro português nos últimos sete anos a conquistar um triunfo no World Tour. Este grande desportista está, decididamente, lançado para uma grande carreira e, por isso, é um motivo de orgulho para os seus conterrâneos e todos os portugueses, que vibram com as grandes corridas a nível internacional. É caso para dizer: “Vai, João! Bota lume”- ■

 

A cena a que Zé Povinho “assistiu” no passado sábado à porta do centro de vacinação de Odivelas parece mesmo irreal, com uns energúmenos, encobertos com máscaras, a chamar assassinos a quem está a organizar o combate a uma pandemia desta magnitude. Até onde podem ir ainda os negacionistas da existência da covid-19? Que, perante uma calamidade global que já matou milhões, privou milhares de milhões da sua vida normal, negam, sem vergonha, tais acontecimentos reais. Se o regime democrático permite que eles neguem nas redes sociais sem consequência de maior, Zé Povinho acha que esta atitude complacente da maioria, pagar-se-á caro, pois amanhã estaremos perante novas mentiras que serão aceites benevolamente, mesmo que a prazo tenham consequências inultrapassáveis. ■