Ampliação da igreja da Foz do Arelho era “um sonho de várias gerações da vila”

0
9520

A Igreja da Foz triplicou o seu espaço, num projecto de arquitectura de Fernando Fonseca

D. José Policarpo, cardeal patriarca de Lisboa, presidiu à celebração que assinalou, a 11 de Dezembro, a reabertura da igreja da Foz do Arelho, alvo de ampliação desde o Verão passado, numa intervenção que custou 260 mil euros.
A população encheu o novo templo, que agora triplicou o seu espaço e na cerimónia também participou todo o executivo da Câmara das Caldas, assim como antigos e actual párocos da Foz do Arelho.

“A solução encontrada foi a mais feliz dentro das possibilidades actuais”, disse D. José Policarpo já na festa convívio que se realizou no Centro Recreativo da Foz do Arelho e que juntou centenas de pessoas logo após a missa que celebrou a reabertura da igreja local. O cardeal deu os parabéns ao arquitecto Fernando Fonseca pois o seu projecto de ampliação “foi uma solução bela e útil”, deixou ainda o recado de que a renovação do templo é apenas o início “de uma longa caminhada que agora começa”.  O projecto de ampliação foi iniciado no mês de Junho e teve um custo de 260 mil euros. Foi elaborado graciosamente pelo arquitecto Fernando Fonseca e as obras realizadas conseguiram triplicar o espaço daquele templo que entretanto se tornava exíguo para as necessidades da comunidade. Agora a igreja é mais ampla e possui um novo corpo com uma decoração de grande simplicidade. Faltam agora pequenos retoques, sobretudo relacionados com os arranjos exteriores.
O desejo da construção de uma nova igreja, ou pelo menos de ampliar a capela existente, é já muito longo na Foz do Arelho e há várias décadas que se fazem festas de angariação de fundos para esse fim.
“Tivemos o privilégio de concretizar este sonho de várias gerações da Foz”, disse João Sá Nogueira, um dos elementos da Comissão que possibilitou a angariação de fundos para a execução da obra.

Além do cardeal patriarca, vários párocos ligados à Foz do Arelho participaram nesta cerimónia, bem como parte do executivo caldense

Este responsável contou que foi possível fechar uma das ruas de acesso ao templo após a comissão, por permuta, ter cedido o terreno junto à Junta de Freguesia que deu lugar a um jardim público que tem o nome de Grandella. Naquele terreno chegou a estar inicialmente prevista a construção de uma igreja “Algumas pessoas lamentam que não tenha sido possível uma nova igreja, mas tínhamos limitações orçamentais e esta foi a melhor solução”, disse a mesma fonte.
Para esta obras também houve “um grande empenho da Câmara e da Junta da Foz nesta realização desta ampliação”, disse Sá Nogueira referindo-se à comparticipação autárquica de 24 mil euros.
Fernando Costa e Fernando Horta, respectivamente presidentes da Câmara e da Junta de Freguesia da Foz do Arelho, sublinharam a importância da inter-ajuda entre as instituições nestes tempos de crise e ambos referiram que a construção de um novo templo não iria ser uma boa escolha pois provavelmente com as actuais dificuldades, a obra até teria começado mas depois não seria possível terminá-la.
A missa de inauguração contou com vários párocos ligados à vila e o executivo caldense marcou presença na celebração.
“Acho que a igreja está uma maravilha! Quem viu a outra e vê esta, há muita diferença. Parece nova!”.Palavras de António Parissi, que mora no Nadadouro há 15 anos e que frequenta as igrejas das duas localidades.
Já para Lurdes Loureiro, que é da Foz do Arelho, uma igreja assim ampla “fazia falta pois a outra já se tornava muito pequena. Agora as pessoas já se sentem mais à vontade”. Marisa Jorge, também da Foz, gostaria que tivesse sido possível a construção de uma nova igreja. “Não foi possível e esta assim até até ficou bonita. Agora com o tempo vão–se dando os último retoques que ainda faltam”.
Para o padre Eduardo Gonçalves, a conclusão da igreja deixou-o muito feliz já que era algo que a população local “desejava há várias décadas”. Na sua opinião o templo “está muito bonito e foi muito bem aproveitado”.

Natacha Narciso

[email protected]