Fernanda Lamelas, de Lisboa, acompanhou o marido rotário a um passeio pelas Caldas e fez este desenho

O Rotary Club das Caldas da Rainha organizou, no passado dia 23 de Fevereiro, o baile da rosa, um evento solidário que assinalou os 114 anos do rotary internacional. Foi a primeira vez que este evento se realizou na cidade e no distrito 1960 (onde o clube se insere), sendo que o último baile da rosa foi organizado há mais de 20 anos.
O evento juntou cerca de uma centena de pessoas, entre eles rotários de 22 clubes da região e também de Carnaxide, Cascais, Lisboa, Loures, Moita, Odivelas, Parede, Carcavelos, Ponta Delgada e Setúbal.
Manuela Franco, presidente do clube caldense disse à Gazeta das Caldas que o evento correu com “muita alegria, companheirismo e animação”. Logo no início o actor José Ramalho, que representou Rafael Bordalo Pinheiro, encenou um encontro nos Estados Unidos com o “amigo” Paul Harris (fundador do rotary), seguindo-se o baile, que contou com a participação do músico Francisco Peças.
O evento contou com a solidariedade de sete ateliers e artistas, como foi o caso de Ana Sobral, Carlos Oliveira, Laboratório d’Estórias, Mário Reis, Pedro Brás, Sá Nogueira Azulejaria e Victor Mota. Ao todo foi angariado no baile da rosa um total de 1.347 euros, obtido através do contributo dos artesãos, que doaram 20% das vendas que efetuaram no início do jantar, das duas peças doadas para o leilão e de parte do valor das inscrições no baile.
O dinheiro será agora utilizado no projecto distrital de combate às doenças de Alzheimer e Parkinson.
Presente no evento, a governadora do Distrito Rotário 1960, Ilda Braz, qualificou de “excelente” o trabalho do clube caldense na organização do baile.
As comemorações do 114º aniversário de Rotary Internacional, terminaram com uma visita à Rota Bordaliana no dia 24 de Fevereiro, guiada pelo actor José Ramalho no papel de Rafael Bordalo Pinheiro. Os elementos rotários puderam ver as peças gigantes dispostas pela cidade. No final, a artista plástica Fernanda Lamelas, esposa de um elemento do Rotary Club Lisboa-Parque das Nações surpreendeu os participantes com um desenho das peças de Bordalo Pinheiro, que fez ao longo do percurso e que ofereceu ao clube caldense.