Comitivas de Angola e da China procuraram parceiros empresariais no Bombarral

0
736
Comitiva
A comitiva da China com autarcas da Câmara do Bombarral | D.R.

A Câmara do Bombarral recebeu comitivas de Angola e da China no final do mês de Setembro, com vista ao estreitar de laços empresariais e possíveis geminações com os dois países. Em ambas as acções o município bombarralense divulgou o potencial agrícola do concelho e o relevo que tem na produção de Pêra Rocha, bem como de bacelo e enxertia para produção de vinho.

A comitiva chinesa viajou da região autónoma de Nujian, incluída num périplo da iniciativa da Presidência da República chinesa que visa o contacto com outras culturas.
Nujiang é uma região no sudoeste da China, que tem na água e nos minerais os principais recursos. O turismo e os recursos humanos são os principais pontos nos quais este grupo de autarcas daquela região pretende adquirir conhecimento, além da possível iniciação de relações empresariais.
“Espero que o município do Bombarral possa aproveitar a plataforma que iremos conseguir estabelecer entre empresas e cimentar uma relação mais duradoura”, acrescentou o vice-governador da Região Autónoma de Nujiang, Zu Song.
Também no Bombarral estiveram o representante comercial e o adido cultural da Embaixada da República de Angola, numa iniciativa promovida pela Costa Verde e de Prata – Associação de Turismo do Oeste.
José Manuel Vieira, presidente da Câmara, falou da necessidade de “promover e enriquecer a cooperação comercial, sobretudo no sector das exportações nos dois sentidos” entre ambos os países.
Amadeu Leitão Nunes, representante comercial da embaixada angolana, salientou que a visita permitiu identificar “alguns sectores que são fundamentais para a diversificação da nossa economia, como a agro-indústria e o turismo”, sectores nos quais “Angola tem um potencial enorme”.
Dos conctatos com ambas as comitivas também saiu a possibilidade de estabelecer geminações com vilas daqueles dois países.