“Conhece Salir de Matos!?” deu a descobrir esta freguesia

0
602
Evento recebeu multidão nos três dias

A 8ª edição do evento, que nasceu em 2014 para dar a conhecer esta freguesia do concelho das Caldas, foi a que conseguiu ter mais participantes, com 13 tasquinhas e as bancas de artesanato

A oitava edição do evento “Conhece Salir de Matos!?”, que se propõe a dar a descobrir o que de melhor esta freguesia do concelho das Caldas tem, decorreu durante o passado fim-de-semana e atraiu milhares de pessoas ao largo da Junta de Freguesia.
Durante os três dias foi possível ver a convivência de famílias e amigos, com diferentes gerações à mesa ou a divertir-se, numa saudável confraternização.
O “Conhece Salir de Matos!?” é, hoje em dia, um dos grandes pontos de encontro para as gentes da terra.
Este ano foi batido o recorde de expositores, com 13 tasquinhas com comida e ainda as bancas de artesanato. Nas tasquinhas encontramos empresas, que aqui encontram uma forma de se aproximar dos seus clientes e também de faturar, bem como associações que nesta iniciativa angariam fundos para as suas atividades. Esse é o caso, por exemplo, do Grupo de Jovens de Salir de Matos, um grupo com cerca de 15 jovens cristãos da freguesia que participam no evento pelo segundo ano. Nesta edição o grande foco são as Jornadas Mundiais da Juventude, uma vez que Salir de Matos é uma das paróquias de acolhimento, recebendo 15 peregrinos. Os fundos angariados no evento ajudarão a financiar a ida dos 27 voluntários às Jornadas, mas também outras atividades que desenvolvem ao longo do ano, como piqueniques na praia, canoagem, idas às piscinas, escalada, retiros, etc. Por outro lado, permite dar a conhecer o trabalho do grupo e trazer novas pessoas. “É um grupo de jovens católicos, aberto a toda a gente, em que o foco é sermos felizes e darmos bons exemplos”, conta Isabel Horta, umas das responsáveis pelo grupo. “O evento está a ser espetacular, conseguimos vender bastante e é um momento de união, de entreajuda e de encontro, de criar novos laços e de estar com a comunidade”, acrescentou a jovem Diana Costa. O grupo está também a colaborar na limpeza do recinto e nota algumas sugestões de melhoria. “Apostar em ecopontos para separar os resíduos e em cinzeiros”, realça Isabel Horta, elogiando a organização e o espírito que se vive entre todos os participantes. “Não há concorrência, estamos todos para o mesmo, num espírito de convívio e entreajuda”, conta.

Grupo de jovens participou pelo segundo ano no “Conhece Salir de Matos!?”

Já o presidente da Junta, Flávio Jacinto, disse à Gazeta das Caldas que o evento “correu muito bem, foi o recorde de expositores e tasquinhas e chegámos ao limite do nosso espaço”. Nesse sentido, fizeram uma alteração no recinto, com a localização do palco a mudar para o lado oposto do parque de estacionamento que se transforma em recinto do evento. “Ganhámos espaço, mas já começa a ser pouco” referiu. Este ano aumentaram também o número de mesas, com um total de 350 lugares sentados.
Outra novidade foi o almoço de sábado, oferecido pela Junta de Freguesia. “Tentámos ter uma dinâmica diferente no dia que costuma ser mais fraco, que é a hora de almoço de sábado”. A Junta ofereceu os porcos no espeto e as tasquinhas serviram as bebidas. “Conseguimos um sábado em cheio, desde manhã à noite”, frisou, salientando que “foi uma mais-valia” para quem vende no evento. “Todos os dias foram bons, não houve momentos fracos, mas para o ano queremos evoluir”, afirmou.
O autarca nota que esta “é uma tradição muito boa para Salir de Matos e ajuda a colocar a freguesia no mapa”, salientando ainda a importância de “apoiar as pessoas e instituições da terra”. ■