Contacto com caso de covid-19 coloca USF das Caldas em serviços mínimos

0
689

USF Rainha D. Leonor ficou com equipa reduzida a 6 profissionais, depois de 20 terem sido colocados em isolamento

A Unidade de Saúde Familiar (USF) Rainha D. Leonor, nas Caldas da Rainha, vai permanecer limitada a serviços mínimos até ao próximo sábado, dia 24, uma vez que 20 dos 26 profissionais se encontrarem em isolamento profilático, determinada na sequência de um contacto com um caso positivo de infeção por covid-19.

Serviços mínimos garantidos com pessoal de outras unidades

Em comunicado emitido no domingo, a USF explica que se manterão os serviços de doença aguda (não respiratória) entre as 08h00 e as 16h00, alguns tratamentos de enfermagem, consultas médicas por telefone e as visitas domiciliárias prioritárias, “com recurso à ajuda de profissionais de outras unidades, bem como à mobilização de outros, que se encontravam ausentes”.
Aquela estrutura solicita aos utentes que não se desloquem às instalações e pede que os contactos preferenciais se façam através do seguinte endereço de e-mail: usf.rdleonor@arslvt.min-saude.pt.

Cinco concelhos do Oeste Norte estão no nível elevado ou muito elevado de risco

A ARSLVT diz que “estão mobilizadas três unidades de saúde da cidade, de acordo com as valências necessárias”, sendo que uma assegura os turnos do Centro Vacinação (CVC) Caldas da Rainha desta semana, com um médico e mais dois a quatro enfermeiros, enquanto outras duas asseguram as visitas domiciliárias a resposta na unidade de saúde. “A equipa estava escalada esta semana para o CVC de Caldas da Rainha, mas procedeu-se a uma troca de rotação da mesma, ficando também o serviço de CVC assegurado, sendo que este serviço conta já com a presença de enfermeiros contratados através de empresa de prestação de serviços”, esclareceu a ARSLVT.

78 novos casos nas Caldas
No espaço de uma semana, o concelho das Caldas da Rainha registou 78 novos casos de covid-19, segundo dados do ACeS Oeste Norte.
De resto, Caldas foi o concelho da área territorial deste agrupamento de Centros de Saúde com maior aumento de novos casos e passou a ser, igualmente, o segundo com maior número de casos ativos (84) na região, apenas atrás de Alcobaça (85). Este concelho apresenta mais sete casos do que na semana passada.
Peniche é o terceiro concelho desta área com mais casos ativos (61), apesar de ter menos oito casos do que na semana passada. Também a Nazaré reduziu os casos ativos, são agora 46, com menos 12 do que na semana anterior. Óbidos e Bombarral apresentam 11 casos ativos, o primeiro com uma redução de seis casos, o segundo com menos dois.
Na última revisão do nível de risco dos concelhos, Nazaré e Peniche estão no nível muito elevado, enquanto Alcobaça, Bombarral e Óbidos ficaram no risco elevado. Caldas da Rainha foi colocado no estado de alerta. ■