Coronavírus leva empresas a apostar em alternativas para servir os clientes

0
2737

A pandemia de Covid-19 obrigou vários estabelecimentos comerciais a criarem novas alternativas para que os seus produtos cheguem a casa dos clientes. Gazeta das Caldas apresenta esta semana um guia de opções que permite aos nossos leitores ter acesso a vários bens essenciais, sem terem de sair de casa, o que ajuda a evitar a propagação do contágio do vírus.

Os tempos de incerteza e de mudança que a pandemia de Covid-19 acarreta têm obrigado a mudanças profundas nos estabelecimentos comerciais. Há vários negócios a reinventarem-se e a encontrar novas formas de desenvolver a sua actividade e chegar ao público. Gazeta das Caldas publica hoje um guia de várias opções que lhe permitem a si, leitor, não ter de sair de casa para comprar uma refeição ou produtos essenciais.
O restaurante Sabores d’Itália abriu o serviço de take-away, que funciona mediante encomenda pelo telefone 262845600, sendo que a carta do restaurante pode ser consultada no Facebook. O empresário Norberto Marcelino salienta a necessidade de adaptação. “Temos que nos adaptar as empresas não podem parar, há salários para pagar”, frisa.
O empresário foi precaver-se junto do seu banco já há três semanas com contas caucionadas para salários do pessoal, até porque de outra forma “estava aflito à espera” dos processos burocráticos relativos aos apoios à economia.
“Apesar de saber que não é fácil, espero que o Governo seja célere a encontrar soluções”, referiu Norberto Marcelino, reconhecendo que já beneficiou de uma das medidas apresentadas, nomeadamente o adiamento do pagamento da TSU. “Somos dez no restaurante, a contar connosco”, nota o empresário, que, para dar resposta ao incremento da procura, tinha aumentado os recursos humanos (dois contratos a meio tempo tinham passado a tempo inteiro). Nos primeiros dias deste novo serviço, uma boa surpresa. “Houve um cliente da Batalha que fez 120 quilómetros para vir buscar a nossa comida”, contou.

VENDER NO FACEBOOK

Outro exemplo de adaptação aos meios de venda foi o O’Clock, da Foz do Arelho, que criou uma aplicação no Facebook que permite comprar a comida através daquela rede social. “Funciona para pedidos imediatos, entre as 11h00 e as 22h00”, contou o empresário Iuri Libânio, que instituiu o serviço de take-away e de entregas, com três carros na rua.
“Temos tido pedidos mais para fora das Caldas, nomeadamente São Martinho do Porto, Alcobaça, Nazaré e Valado dos Frades”, explicou. Ainda assim, a área de entregas abrange Óbidos e Caldas. “Temos uma taxa de entrega que varia consoante os quilómetros”, esclareceu. Para fazer pré-encomendas é necessário recorrer ao telefone (913890113 e 937450983). As opções variam entre um prato do dia e os pratos da carta, além de comidas rápidas.
Outra opção é o restaurante Girassol, de Cláudia e Telmo Silva. Criaram, também eles, o serviço de take-away e entregas nas Caldas, ambos gratuitos. “Não cobramos a caixa do take-away, nem a entrega e reduzimos o custo das refeições, até porque o cliente não usufrui do espaço e há custos associados que não temos”, explicou Cláudia Silva. Trabalham com um prato do dia, mas disponibilizam-se para fazer outras opções, caso o cliente não goste. “Além disso, vendemos o pão e os pequenos-almoços, tudo em take-away, as pessoas ligam a encomendar e depois vêm buscar”. “A economia não pode parar até as ajudas do Estado chegarem”, ressalva. As encomendas podem ser feitas por telefone (964521215).
Também o Maratona lançou uma linha de take-away por encomenda e tem entregas (através dos Chefs em Casa) às terças e sextas-feiras. O restaurante Os Queridos também está a vender em take-away, assim como o The Bread and Coffee. Para os amantes do sushi, o Funky Sushi Bar também chega a casa dos clientes (através dos Chefs em Casa) e para os vegetarianos há opções no Leef, com entregas à terça e sexta-feira, com menu semanal que depende da oferta dos mercados. Neste caso, o menu e as encomendas podem ser feitas por Facebook, Instagram, e-mail (leef.geral@gmail.com) ou telefone (917986759).
Quem funciona há muito tempo à base do take-away são as churrasqueiras e as pizzarias e aí o sistema mantém-se. Nas Caldas existem algumas opções, como a Novo Mundo (262842969), o Mr. Pizza (262838999) ou a Telepizza (262823212 ou www.telepizza.pt). Em termos de frango, há por exemplo, o Xaneca, o Rei dos Frangos e a Churrasqueira Tomé.

ZEN DRIVE

Mas não só os restaurantes criaram opções para servir os consumidores. Os supermercados, as mercearias e outros vendedores de bens alimentares instituíram opções semelhantes.
A Mercearia Zen já tinha criado um serviço que a proprietária, Elsa Zenário, tinha intitulado de ZenDrive, em que os clientes mais apressados paravam o carro em frente à loja e carregavam as encomendas. Mas esse serviço actualmente tem tido grande aumento da procura. “Praticamente duplicou”, esclareceu. Além disso, a empresária lançou o serviço de entregas que lhe trouxe uma surpresa: clientes emigrantes em Inglaterra, França, Estados Unidos ou Canadá que, preocupados com os pais que estão sozinhos nas Caldas, fazem as encomendas e pagam através de Pay-pal.
A centenária Mercearia Pena já tinha o serviço de entregas, mas, segundo o proprietário Rui da Bernarda, tem tido um ligeiro aumento da procura. A mercearia tem um site, onde é possível realizar encomendas (www.merceariapena.pt) – que também podem ser feitas por telefone (262832580) – com entregas ao domicílio. O comerciante não cobra taxas para entregas com valores superiores a 25 euros. “Temos tido mais encomendas por telefone do que pelo site”, esclareceu Rui da Bernarda.
A Bior – Biológicos da Rainha continua de porta aberta e a funcionar no horário normal. Actualmente estão a trabalhar também com um serviço de encomendas por telefone (966568998) ou e-mail (bio.rainha@gmail.com). “Nós preparamos, enviamos o valor e o NIB ao cliente que vai pagar e depois passa em frente à loja, nós carregamos a mercadoria no carro e ele segue”, explicou Sandra Martins à Gazeta das Caldas.
O Aki D’El Mar está a funcionar em take-away nas Caldas e na Nazaré, com encomendas por telefone e levantamento de quinta-feira a domingo. As encomendas são feitas por telefone (nas Caldas pelo 262824300 e 914965717 e na Nazaré pelo 262551028).
A Gelrainha também está a fazer entregas, no caso de peixe, carne e legumes, nas Caldas e nas freguesias vizinhas, mas também em Óbidos e Bombarral. As encomendas podem ser feitas por telefone (913935925).
Já o talho Vítor Eustáquio-Raiz d’Oeste aceita encomendas por e-mail (raizdoeste@gmail.com) com entregas. As encomendas também podem ser feitas através de Facebook. A empresa partir do dia 20 de Março fechou o atendimento ao público, “com a excepção dos profissionais de saúde, bombeiros e polícia, mediante apresentação de documento”.
A Gaeiroeste vende carnes frescas e congeladas e peixe congelado, mas também bolos e salgados. Fazem entregas ao domicílio, sendo que as encomendas podem ser feitas através do telefone (932299133). A Granel da Rainha tem as portas abertas, mas também faz encomendas por Facebook, Instagram, site ou e-mail (graneldarainha@gmail.com), sendo estas enviadas para o cliente por correio ou podem ser recolhidas na loja.
A Frutas Matos também criou um serviço de entrega de frutas e legumes na zona de São de Martinho do Porto, onde também vende no mercado local (que é diário e que reabriu na terça-feira ao público, com restrições de entrada – 20 pessoas de cada vez). As encomendas são feitas por telefone (917106186). Depois, há ainda opções como a BeeOrganic que vende cabazes já prontos pela internet e Os Produtos da Quinta que entregam em todo o país. Em Santa Catarina há o Mercado da Esquina faz entregas em casa (262927420).

Outros serviços que estão abertos

A Drogaria das Caldas mantém-se aberta de segunda-feira a sábado, com um horário reduzido. “Adoptámos um horário reduzido para minimizar o contacto físico com clientes, no entanto, disponibilizamo-nos para efectuar entregas ao domicílio a quem necessitar, sejam pessoas mais idosas ou profissionais de saúde, elementos das forças armadas ou de prestação de serviços de apoio social”, referiu Hugo Santos.
“Não cobramos nada pela entrega que é feita através de meios próprios”, explicou o empresário, acrescentando que uma vez que comercializa “muitos produtos de limpeza e desinfecção para o lar”, entende que aquele “contributo pode ser válido para quem não se quer expor ao risco das grandes superfícies”. As encomendas podem ser feitas por telefone (262108249 e 965617541).
Para os amigos de quatro patas, a Clínica Veterinária de Óbidos entrega rações, desparasitantes e medicação em casa (927549555/262959052).