CriAção quer dar voz às ideias dos jovens de Óbidos

0
536
Os rostos da nossa associação de jovens, oriundos das freguesisas da Amoreira, Vau e Gaeiras

Desenvolver atividades que possam ir de encontro aos interesses e das ideias dos jovens é o objetivo da nova associação do concelho de Óbidos

Nove jovens do concelho de Óbidos, com idades compreendidas entre os 20 e os 30 anos, juntaram-se e formaram a CriAção, associação que pretende dinamizar atividades que possam ir de encontro aos interesses de outras pessoas da mesma faixa etária.
“No fundo pretendemos criar ideias dos jovens para jovens”, conta a presidente da Direção, Jéssica Silva, acrescentando que pretendem abranger diversas temáticas, desde a cidadania, ao voluntariado, sexualidade, empreendedorismo, saúde, cultura e ambiente.
A maioria dos elementos já possui experiência de associativismo e considera que se trata de uma ferramenta importante na formação pessoal e social.

“A CriAção pretende desenvolver atividades que vão ao encontro dos interesses e das ideias dos mais jovens”

Jéssica Silva

Nascida durante a pandemia, a CriAção apenas pôde dinamizar projetos com participação à distância, como foi o caso da oficina de cinema e representação intitulada de “PLOSATI”, dirigida por dois jovens do concelho, Jessica Lopes (atriz e encenadora) e André Pereira (realizador e editor), que decorreu online e juntou participantes dos 18 aos 74 anos. Também já fez um webinar, intitulado “Cuida-te”, que abordou a questão dos jovens versus pandemia e desemprego, com a presença da psicóloga clínica do município, Joana Duarte.
Para além dos projetos próprios, a associação tem participado noutros do município, como é o caso da iniciativa “Vamos conversar?”, direcionada para a terceira idade, numa tentativa de combater a solidão através de conversas telefónicas; e a distribuição de postais de Natal aos idosos.
“Atualmente tem de ser tudo idealizado numa dinâmica de pandemia, a partir de casa”, conta Jéssica Silva, dando conta que pretendem investir em programas de rádio, em colaboração com o Óbidos Jovem, abordando temáticas, entre elas a do ambiente e cosmética natural. As conferências pela internet são outra das apostas.

“Atualmente tem de ser tudo idealizado numa dinâmica de pandemia, a partir de casa”

Jéssica Silva

Os elementos da associação são maioritariamente das freguesias do Vau, Amoreira e Gaeiras e juntaram-se para trabalhar nestas freguesias. Ainda que, por agora, as atividades estejam limitadas por causa do confinamento, não querem baixar os braços. “Somos jovens e temos esperança que vai melhorar e depois poderemos fazer atividades presenciais”, conta a dirigente, apelando à participação de mais jovens neste grupo, dando voz à causa e dinamizando o concelho. ■