Cerca de 25 mil pessoas, entre eles muitos espanhóis, visitaram a Vila Natal durante o passado fim-de-semana. O bom tempo que se tem feito sentir, aliado aos feriados de 6 e 8 de Dezembro no país vizinho, levou a que as muitas pessoas rumassem a Óbidos, provocando inclusivamente filas nos acessos à vila.

14

Sábado, 10h45. As filas na bilheteira atingem as centenas de pessoas que, de vários pontos do país, afluem a Óbidos para visitar a Vila Natal. Dentro da cerca ultimam-se os preparativos para mais um dia de trabalho nas bancas de doces e comes e bebes e na discoteca ouve-se “Take my breath away”, da banda Berlin, popularizada na década de 80 pelo filme Top Gun.
Parado está ainda o comboio que dentro em pouco começará a receber crianças e que durante todo o dia rolará pelos carris. Sentado na poltrona, o Pai Natal observa todas estas movimentações e também a fila que entretanto se está a formar à porta da sua casa. Os primeiros a entrar são uma família de Badajoz, que veio passar três dias a Óbidos para visitar a Vila Natal. Aproveitaram o feriado de 6 de Dezembro em Espanha (Dia da Constituição) e rumaram até à vila medieval onde chegaram na sexta-feira. Nessa tarde ainda tiveram oportunidade de ver os espectáculos e visitar o certame.
No sábado de manhã chegaram meia hora antes do certame abrir para garantir que a pequena Lola fosse recebida pelo velhinho das barbas brancas e lhe pedisse alguns brinquedos para o sapatinho.
“Valeu muito a pena, estamos muito contentes”, disse a mãe, Estefânia Rodriguez, à Gazeta das Caldas, à saída da Casa do Pai Natal e antes de irem experimentar a pista de gelo.
A família soube do evento através das redes sociais e por recomendação de amigos.
O Pai Natal em Óbidos tem por obrigação saber falar português, espanhol, francês, inglês, italiano e perceber o que querem dizer os finlandeses, holandeses, chineses, japoneses, brinca Francisco Salvador, que dá vida aquele personagem. À Gazeta das Caldas conta ainda que os espanhóis são os estrangeiros que mais visitam a Vila Natal.
Mas a maioria, é claro, são portugueses. João Santos veio de Pombal com a família para visitar o evento e disse estar satisfeito com o que encontrou. A divertir-se na zona dos jogos com os filhos, o visitante considera que o cenário está bem conseguido e que Óbidos adequa-se a este tipo de eventos.

Bailado “O Quebra Nozes”

Outro ponto de atracção este ano no evento é o atelier de bolas de sabão, que faz as delícias da miudagem. Já à entrada da vila, junto à escultura da mão, há uma roda gigante.
Ao nível dos espectáculos, nas próximas semanas terá lugar o bailado “O Quebra Nozes” pelo Conservatório Internacional de Ballet e Dança de Annarella Sanchez, nos dias 21, 28 e 29 de Dezembro, pelas 21h00.
Na Praça de Santa Maria é recriado, diariamente, um presépio, por crianças e adultos de diversas entidades do concelho. Envolver a comunidade no evento foi um dos objectivos desta edição, explicou Margarida Reis, vereadora e membro da administração da Óbidos Criativa.
Os anos 80 dão mote à programação, com diversas diversões que remetem para essa época, até porque o evento é familiar e “os pais de hoje foram as crianças dos anos 80”, salienta Margarida Reis.
A Vila Natal tem as portas abertas até 6 de Janeiro. O bilhete de entrada tem o valor de cinco euros para as crianças e sete euros para os adultos, existindo descontos para grupos.