Efacec responsável pela telemática na Linha do Oeste

0
114
As obras devem de estar concluídas no primeiro semestre de 2024

IP adjudicou contrato de 3,35 milhões para a telemática a aplicar entre Meleças e as Caldas

A empresa Efacec vai conceber e implementar as soluções de telemática a aplicar na modernização da Linha do Oeste, entre Meleças e as Caldas da Rainha. De acordo com a Efacec, a empreitada tem um valor de 3,35 milhões de euros e irá “reforçar a capacidade e eficiência do serviço de transporte ferroviário através da melhoria dos níveis de disponibilidade e da redução dos tempos de percurso”.
A modernização da Linha compreende duas empreitadas de eletrificação para o troço Meleças – Caldas da Rainha, numa extensão de cerca de 85 quilómetros, o desenvolvimento e implementação dos sistemas de sinalização e a construção de uma subestação de tração elétrica em Runa já adjudicada também à Efacec. Segundo a empresa, os sistemas de telemática incluem, entre outros, os sistemas de alimentação, a rede de dados de suporte à exploração, a rede telefónica de exploração, o sincronismo horário, o sistema de supervisão técnica das infraestruturas e a rede física de transmissão.
Ângelo Ramalho, chairman e CEO da empresa, refere que este é “um projeto que reforça um portfólio desenvolvido para a Infraestruturas de Portugal, que se estende ao longo de mais de 50 anos e que traduz a confiança depositada na tecnologia Efacec e na capacidade de execução das suas equipas”.
A empreitada de modernização no troço entre Meleças e Torres Vedras representa um investimento de 61,5 milhões de euros numa extensão de 43 quilómetros, enquanto que a seguinte, entre Torres e Caldas da Rainha, envolve um investimento de 38,4 milhões de euros. Esta modernização permitirá ganhos em termos de tempo e melhoramento ao nível das acessibilidades para pessoas com mobilidade reduzida e deverá estar concluída, de acordo com as Infraestruturas de Portugal, no primeiro semestre de 2024. No entanto, no decorrer da obra haverá a interrupção da circulação de comboios, para a modernização de quatro túneis, período durante o qual o transporte dos passageiros será assegurado por autocarros.
Relativamente à modernização e eletrificação do troço entre as Caldas e o Louriçal, concurso para o projeto deverá ser lançado nos próximos meses, depois de obtida autorização pelo ministério das Finanças. ■