Escritores em Óbidos vão debater o tempo e o medo

0
475
O festival literário de Óbidos irá decorrer de 10 a 20 de Outubro (foto de arquivo)

“O tempo e o medo” dão tema à quinta edição do Folio – Festival Literário Internacional de Óbidos, que irá decorrer entre 10 e 20 de Outubro.
“Vivemos num tempo em que o medo é transversal a quase todas as áreas da sociedade”, considera o presidente da Câmara, Humberto Marques, dando como exemplo o medo da fome, do desemprego, da pobreza, das alterações climáticas, de epidemias, do terrorismo ou até o medo do outro.
Por entender que se trata de uma temática de tal forma abrangente a organização do evento optou por se “debruçar, de forma séria, sobre o mesmo, convidando alguns dos autores e intelectuais mais influentes na matéria para nos fazer reflectir sobre a sociedade contemporânea e o futuro da humanidade”, explicou o autarca à Gazeta das Caldas.
Este ano o festival voltará a ter curadores em todas as áreas. Mafalda Milhões e Maria José Vitorino voltarão a ser as curadoras do Folio Ilustra e Educa, respectivamente. Ana Sousa Dias e Pedro Sousa irão delinear o Folio Autores, A Ler Devagar fica responsável pelo Folio + e a Óbidos Criativa irá fazer a curadoria da Folia.
A seis meses do festival, a organização já tem parte do programa fechado, sobretudo no que respeita aos concertos, mas não quer revelar ainda nomes, preferindo apresenta-los em finais de Setembro.
As parcerias com outros países têm sido uma aposta importante do evento, com as participações de autores brasileiros, franceses, espanhóis, americanos já confirmadas. Por outro lado, também Óbidos se fará representar noutros eventos literários, como é o caso da FLIP (Festa Literária Internacional de Paraty), a decorrer em Julho no Brasil.
Humberto Marques referiu ainda que o orçamento do Folio será similar ao dos anos anteriores, mas ainda não possui o valor final. Em 2018 o festival teve um orçamento de 256 mil euros, suportado pelo município, mas com uma programação que envolveu vários parceiros e que correspondeu a um investimento na ordem de 1,5 milhões de euros.