Falta de autorização para contratar atrasa Psiquiatria em Peniche

0
291

Em Peniche, depois das obras para a criação do internamento psiquiátrico no hospital terem sido finalizadas, “aguardam-se as necessárias autorizações, após terem sido prestados os esclarecimentos adicionais necessários”, referiu fonte do Centro Hospitalar do Oeste ao nosso jornal. Recorde-se que as obras, incluídas no PRR, foram concluídas no mês de março deste ano, remodelando o espaço e criando um serviço com capacidade para 15 camas. O equipamento deveria ter começado a laborar ainda em 2022. Tratou-se de um investimento de 690 mil euros, que ficou pronto a funcionar. Só que, quase meio ano depois, o serviço continua sem estar aberto no Hospital de Peniche, por falta de autorização do governo para a contratação dos profissionais necessários ao seu funcionamento (enfermeiros, psicólogos e outros técnicos e assistentes). Serão necessários cerca de 30 profissionais, o que representa um custo de perto de meio milhão de euros (valor que não estava no orçamento da instituição). ■