Festival do Chocolate arranca sexta-feira

0
397
Filipe Daniel, Ricardo Duque e Francisco Siopa na apresentação do evento

Dedicado à Portugalidade, vai envolver 30 toneladas de chocolate

Esta sexta-feira regressa o Óbidos Festival Internacional de Chocolate, que de 1 a 17 de março promete os três fins de semana mais doces do ano na vila medieval. A 22ª edição do festival tem como tema a Portugalidade, no ano em que se comemoram os 50 anos do 25 de Abril e o 500º aniversário de Luís Vaz de Camões.
Celebrar a Portugalidade vai passar pela valorização no património material e imaterial da Unesco. “Queremos que seja um polo de disseminação daquilo que são as culturas e as identidades dos diferentes territórios”, tanto no plano cultural, como gastronómico, explicou Ricardo Duque, presidente da Óbidos Criativa.
O festival vai decorrer nos três fins de semana de 1 a 17 de março, com 30 toneladas de chocolate, mais de 60 chefs que, além das 16 esculturas, que este ano serão realizadas durante o evento aos olhos do público, vão realizar show cookings e demonstrações ao vivo.
Ainda para promover a Portugalidade, o festival contará com um espaço dedicado à harmonia entre vinho e chocolate, numa parceria com o produtor Joaquim Arnaud e que vai ter representadas as 14 regiões demarcados do país.
No espaço Pequenos Chefs, a pequenada vai pôr as mãos na massa para fazer e personalizar os seus ovos da Páscoa, que poderão levar para casa.
Tal como na Vila Natal, haverá um espaço gaming, onde poderá ser jogado o novo título desenvolvido pelo estúdio Red Dagger em articulação com o Parque Tecnológico de Óbidos, Choco Rush, no qual os jogadores vão ajudar a protagonista, Ginger Rabbit, a encontrar os seus doces.
O programa contempla nove concursos, entre eles melhor ementa, melhor bolo caseiro, melhor cocktail, melhor produto, tudo em chocolate, e ainda para talentos emergentes. A Estação Melgão vai estar de volta para mostrar o processo de transformação do cacau em chocolate, e haverá 60 pontos de venda.
O certame tem um programa de animação cultural, da responsabilidade da produtora Ana Lains, terá, entre outros momentos, uma peça de teatro inspirada na história de D. João V, que trouxe o chocolate pra Portugal.
Mas há mais novidades. A edição deste ano terá um espaço dedicado aos animais de estimação, que vão, assim, poder visitar Óbidos, ficando num espaço pet sitting enquanto os tutores se deliciam com o chocolate. E por falar em chocolate, há uma nova coleção, desenvolvida pelos chefs Francisco Siopa, curador do festival, e Bruno Santos, da Óbidos Chocolate House, com os sabores típicos de Óbidos.
As estimativas da organização é que o evento, que tem um orçamento de 350 mil euros, seja visitado por 120 mil pessoas.
Filipe Daniel, presidente da Câmara de Óbidos, acredita que será “mais um evento extraordinário, que leva a quebrar sazonalidade num período em que, na teoria, Óbidos não seria tão visitado”. ■