IPL pretende construir uma nova residência universitária nas Caldas

0
369
O novo edifício ficará nas traseiras da Residência Mestre António Duarte

Investimento de 2,2 milhões de euros deverá estar concluído no primeiro semestre de 2024

O Instituto Politécnico de Leiria (IPL) pretende construir uma nova residência de estudantes no Avenal, nas traseiras da já existente, denominada Mestre António Duarte e situada entre a Rua da Residência de Estudantes e a Rua da Biblioteca Municipal.
Trata-se de um investimento estimado em de 2,2 milhões de euros e será candidatado ao aviso que está aberto no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) para financiamento de residências de estudantes para o ensino superior.
Esta candidatura, que será liderada pelo IPL, “só é possível porque ocorre em associação com o município das Caldas da Rainha, que vai disponibilizar o terreno para a sua construção”, disse o presidente do Instituto Politécnico, Rui Pedrosa, à Gazeta das Caldas.
A nova residência terá capacidade para, aproximadamente, 70 camas e deverá estar pronta no primeiro semestre de 2024. Atualmente, o IPL possui 222 camas para estudantes nas Caldas mas, “tendo em conta o número de estudantes deslocados, nacionais e internacionais, incluindo o número de bolseiros, a oferta é insuficiente”, considera Rui Pedrosa.
Estas residências são ocupadas maioritariamente por estudantes deslocados bolseiros, mas também alguns estudantes não bolseiros, mas que são de longe.

Unanimidade na decisão
A cedência de terreno para a construção da nova residência universitária foi aprovada, por unanimidade, na Assembleia Municipal de 15 de fevereiro. O presidente da Câmara, Vítor Marques, destacou a relevância deste investimento público, que permitirá uma maior oferta de alojamento para os alunos que vêm estudar para as Caldas.
Uma posição que foi corroborada pelo deputado do PSD, André Santos. “Sabemos que hoje em dia, uma das principais causas para o abandono escolar são as despesas no ensino superior (propina e arrendamento de casa), pelo que julgo que este pode ser um bom ponto de partida para fixarmos mais jovens na nossa cidade, garantindo que têm um ensino de excelência na ESAD”, referiu o jovem.
Já o colega de bancada, Alberto Pereira, congratulou-se com o facto de o atual executivo “dar andamento” à parceria que o anterior tinha iniciado com o IPL.
O deputado do Vamos Mudar, Luís Paulo Batista, realçou a possibilidade de uma maior fixação de jovens estudantes na cidade, mas também a revitalização da zona onde será construída a residência.
Já o socialista, Jaime Neto questionou o executivo se os trâmites burocráticos para desafetação do terreno do domínio público para o privado poderão, de alguma forma, inviabilizar a apresentação da candidatura em sede do PRR. Uma situação que a Câmara acautelou, ao enviar uma declaração de compromisso em como está a desenvolver este trâmite.
Para além da nova residência de estudantes, o IPL também vai candidatar as atuais residências, no âmbito do mesmo aviso, que também apoia a requalificação das residências existentes.