Mais de 200 italianos já estão em Óbidos

0
513
O grupo de San Marino, composto por 59 peregrinos, foi o primeiro a chegar a Óbidos, na tarde de segunda-feira

Os primeiros peregrinos chegaram na tarde de segunda-feira a Óbidos. Pela região são milhares os jovens que vivem a JMJ, até domingo

O autocarro chegou junto ao Pavilhão Municipal de Óbidos pouco passava das 17h30, na tarde de segunda-feira, 31 de julho. Dentro vinham 59 peregrinos, entre jovens, freiras, padres e um bispo, de San Marino, uma pequena república circundada pela Itália. À porta do pavilhão um grupo de voluntários saudava o grupo, com uma faixa: Benvenuto. Seguiu-se o necessário check in, a entrega do kit peregrino e dar a conhecer o espaço onde os peregrinos irão pernoitar nos próximos dias.
Algumas horas depois haveria de chegar um grupo de 78 franciscanos de Frati Minori e, já na manhã de terça-feira, chegou a Óbidos um grupo de 85 peregrinos carmelitas descalços, também provenientes de Itália. Neste último grupo, vêm 30 menores, acompanhados por monjas e frades daquela ordem religiosa. De todos estes peregrinos apenas três optaram por ficar numa família de acolhimento, todos os restantes pernoitam no Pavilhão Municipal. Os pequenos almoços decorrem numa cantina improvisada numa das salas do pavilhão e as refeições são livres, podendo os peregrinos optar pelos supermercados Pingo Doce e Continente, que aderiram às JMJ, com o kit peregrino.
Até dia 4 de agosto decorrerão as catequeses Rise Up, entre as 9h30 e as 12h30, na Igreja de Santa Maria, especialmente vocacionadas para os peregrinos, mas que poderão ser frequentadas por todos quantos o queiram. E são muitos. Camila Sousa, coordenadora do Comité Organizador Paroquial (COP) refere que há muitos jovens da região, e obidenses, que querem participar nas catequeses, que são dinamizadas em língua italiana, e estar em contacto com os peregrinos.
Para além de acompanharem os jovens em Óbidos, no dia 5 de agosto, os voluntários rumam de autocarro a Lisboa para participar na vigília e, também, no dia seguinte, na missa de encerramento, com a presença do Papa Francisco.
Para Camila Sousa, que há dois anos prepara as jornadas, tem sido “desafiante”, mas também “uma surpresa muito grande ver a disponibilidade de todos”. À Gazeta das Caldas a jovem de 20 anos conta que tem sido, sobretudo, “confiar” que tudo correrá bem, destacando o apoio do município e também das dezenas de voluntários prontos a ajudar.

Nas Caldas da Rainha os jovens peregrinos passaram por locais emblemáticos como a Praça da Fruta e o Parque D. Carlos I

Encontro com Papa Francisco
Acólita, catequista, Camila Sousa é também uma das jovens universitárias escolhida para o encontro com o Papa Francisco, na Universidade Católica, que decorrerá hoje, 3 de agosto. “Vai ser muito bom, será a recompensa por todo o trabalho, porque as jornadas para mim já começaram há dois anos”, conta, animada com o momento especial que irá viver.
Já nos dias 27 e 28 de julho, Óbidos acolheu cerca de 800 peregrinos de vários países e regiões, como França, Áustria, País Basco, Catalunha e Andorra, que integram o grupo francês Saint Martin. Os peregrinos pernoitaram nas instalações municipais (pavilhões municipais e do complexo escolar dos Arcos), celebraram missa campal e missa nas igrejas de Óbidos e visitaram o Mercado Medieval. Seguiram, depois, em peregrinação para Fátima.

Milhares na região
Por toda a região estão peregrinos durante esta semana. Caldas e Peniche vão receber, respetivamente, 392 e 312 jovens italianos durante o fim-de-semana, parte deles ficarão alojados em casas de famílias e os restantes em pavilhões. Também a paróquia de Salir de Matos se prepara para acolher 93 peregrinos espanhóis, que ficarão acomodados em casas de famílias e também na escola primária da localidade do concelho das Caldas.
Por Alcobaça passarão, durante a jornada, cerca de 1.400 jovens de vários países, dos quais mais de metade ficam alojados na Benedita. A Nazaré acolhe 850 peregrinos dos cinco continentes, inscritos nos registos da diocese e, no Cadaval, estão, desde o início da semana, 400 peregrinos de Abruzzo e Molise (Itália).

Parte dos voluntários de Óbidos que estão a organizar a JMJ

Também há participações da região nos eventos principais que decorrem em Lisboa e a toalha que vai estar no altar da Missa de Envio no Campo da Graça (Parque Tejo), a 6 de agosto, no encerramento da JMJ, foi feita em renda de Bilros por rendilheiras de Peniche. ■