Nadadouro venceu concurso de árvores de Natal das escolas

0
1136
Gazeta das Caldas - ACCCRO
As representantes da EB do Nadadouro, do JI do Carvalhal Benfeito e do CSP de Santa Catarina

A Escola Básica e Jardim de Infância do Nadadouro foi a vencedora do concurso de árvores de Natal das escolas, integrado no evento de Natal organizado pela ACCCRO. A concurso estiveram 32 árvores feitas por alunos do pré-escolar e do primeiro ciclo, a maioria aproveitando materiais reciclados.

A árvore – produzida em conjunto pelos alunos das duas valências da escola do Nadadouro – tinha como tema os bonecos de neve, feitos com plástico e diversos materiais reutilizados para decorar a árvore.
Isabel Sousa, da direcção do Agrupamento de Escolas Raul Proença, elogiou a iniciativa da ACCCRO porque permite trabalhar o sentido de estética e a questão da sustentabilidade ambiental, constituindo assim “uma mais-valia para a escola e para os alunos”.
No segundo lugar ficaram, ex-equo, duas escolas. O Jardim de Infância do Carvalhal Benfeito apresentou uma árvore alusiva aos valores sociais, reutilizando papel e plástico. O Centro Social e Paroquial de Santa Catarina decorou a sua árvore com flores feitas de copos de plástico da máquina de café do próprio Centro.
Ana Pinho, educadora JI do Carvalhal Benfeito, disse que foi “uma grande alegria” receber o prémio. “Somos uma escola pequena, com menos de 20 alunos e três funcionários, pelo que foram precisas muitas horas extra para fazer a árvore”, contou.
Helena Conceição, directora pedagógica do Centro Social e Pastoral de Santa Catarina, disse que este trabalho envolveu as crianças da creche e do jardim de infância, com a colaboração das famílias.
A escola vencedora recebeu um vale de papelaria no valor de 100 euros, as segundas classificadas receberam um vale de 50 euros cada. Os prémios foram oferecidos pela ACCCRO e pelas empresas Vogal, Netcópia e Grapel.
Esta foi a quinta edição do concurso de árvores de Natal promovido pela ACCCRO e durante o Natal Encantado estiveram 32 árvores expostas na Avenida 1º de Maio. Paulo Agostinho, presidente da associação empresarial, diz que é o conjunto de iniciativas interligadas que fazem o evento de Natal caldense uma referência nacional. Paulo Agostinho disse que, este ano, este foi o quarto evento natalício que mais gerou notícias em todo o país, atrás de Lisboa, Porto e Braga, mas à frente de muitas cidades de maior dimensão.
Na cerimónia de entrega dos prémios, que se realizou no passado dia 7 de Janeiro, estiveram presentes os vereadores da Câmara das Caldas Maria João Domingos e Pedro Raposo. A vereadora, que tem o pelouro da educação, valorizou a iniciativa que cria sensibilidade ambiental na componente de cidadania dos jovens, ao mesmo tempo que estimula a sua criatividade. Além disso, mobiliza toda a comunidade educativa, não só alunos e professores ou educadores, mas também os encarregados de educação.
As árvores cujo tema se relacionou com o mar serão expostas durante mais algum tempo no Mercado do Peixe. O vereador Pedro Raposo, que tem o pelouro dos mercados, disse que é uma forma de despertar a preocupação comunitária sobre o tema da sustentabilidade e também de valorizar aquele espaço.