Novo Hospital do Oeste já com localização e perfil assistencial aprovados

0
371

Pasta de transição do governo refere que em estudo está, apenas, o modelo de financiamento do equipamento

O Novo Hospital do Oeste teve a aprovação, em junho de 2023, do perfil assistencial e localização, estando em estudo o modelo de financiamento. Esta é a informação que consta da Pasta de Transição do XXIII Governo Constitucional, o documento que contém alguns dos projetos mais relevantes que estão em desenvolvimento nas várias áreas governativas.
Uma posição que, para o presidente da Câmara das Caldas, Vítor Marques, “pode ser revertida” neste governo, que tomará posse a 2 de abril. O autarca lembra que há uma “série de incongruências”, pois os “planos de ordenamento do território continuam iguais e não consagram esse tipo de instalação no Bombarral”. Para além disso, o território “não é aquele que foi identificado no estudo, a Sul tem menos concelhos e a Norte terá, forçosamente, de ter Alcobaça, Nazaré e parte de Rio Maior incluídos, o que nos dá uma centralidade totalmente distinta, além de toda a história que temos ligada à saúde”, acrescentou à Gazeta das Caldas.
Apesar de, durante a campanha eleitoral não se terem registado compromissos em relação às pretensões das Caldas, o autarca continua a acreditar que “os estudos que apresentaram são credíveis” e que o novo governo deverá fazer uma reavaliação de todo o processo. “Logo que haja a tomada de posse voltaremos a pedir reuniões para apresentarmos a nossa posição”, disse, garantindo que não irão “baixar os braços”.
Já o presidente da Câmara de Óbidos, Filipe Daniel, considera que “por não haver desenvolvimentos nesta matéria, não é oportuno falar sobre este assunto”.
No que se refere à ferrovia, o documento dá conta das obras em curso na Linha do Oeste, que prevêem a melhoria das condições operacionais, aumento do conforto e mais segurança. Refere que as obras estão em curso nos troços Meleças-Torres Vedras e Torres Vedras-Caldas e que “prevê-se a conclusão das obras em 2025”.
Referência também para o Museu Nacional Resistência e Liberdade, em Peniche, cuja intervenção de museografia e sinalética “termina em abril de 2024, estando a inauguração do museu prevista para 27 de abril, assinalando o dia em que foram libertados os presos políticos da prisão de Peniche”. Ainda em Peniche, referência de que se encontra em execução, em 2024, a empreitada do Posto Territorial de Peniche da GNR. ■