Óbidos + Activo pôs novos e velhos a fazer exercício físico

0
683
Gazeta das Caldas
Actividade física, palestras sobre desporto e de sensibilização para a saúde para todos durante dois dias

O complexo municipal de Óbidos recebeu, nos dias 8 e 9 de Junho, o I festival Óbidos + Activo. Dezenas de actividades desportivas ligadas à saúde e à nutrição compuseram o evento, transversal a todas as faixas etárias e que teve por objectivo pôr toda a gente a mexer.
Uma aposta que vai de encontro ao plano de acção da Organização Mundial de Saúde, que quer uma sociedade com mais actividade física e estabelece como meta a redução do sedentarismo em 15% até 2030.

PalestraCampeoes

palestraDiabetes

 

 

 

 

 

O perfil de saúde de Óbidos apresentava um diagnóstico claro: a urgência de colocar as pessoas a mexer. O exercício físico era recomendado, por exemplo, para baixar os valores de obesidade infantil e combater as doenças cardiovasculares, alguns dos principais problemas do concelho.
Por outro lado, Óbidos possui boas instalações que estão subaproveitadas pela prática desportiva. Tendo em conta esta realidade, a autarquia dinamizou o festival Óbidos + Ativo, que pretendeu juntar as vertentes da saúde, desporto e bem-estar.
O complexo desportivo foi palco, durante dois dias, de exemplificações de voleibol, zumba, golfe ou taekondo, bem como de palestas que juntaram os jogadores do Caldas Sport Clube para falar da “Experiência de uma vida”.
Em Óbidos estiveram também alguns campeões, como Bruno Rebelo (Kempo), José Cirilo (Stand Up Padle), Nuno Vitorino (Surf adaptado) e o ex-ciclista José Pedro Fernandes, para partilhar a sua experiência desportiva com os mais novos.
Na tenda da saúde foram abordadas temáticas como a saúde oral, a sensibilização para a cessação tabágica, vacinação e a prevenção e tratamento da diabetes. Neste último painel, a médica Ana Marques abordou as causas e sintomas desta doença que ainda não tem cura e deixou recomendações. “O exercício físico é fundamental, assim como a medicação e a diversidade na alimentação”, disse, recomendando que esta é uma doença que deve ser tratada em casa, com estas boas práticas.
O festival contou ainda com um refeitório saudável e demonstrações de showcooking, um mercado de produtos locais, caminhadas com cães, aulas abertas, baptismos de mergulho com garrafa, rastreios e massagens. Na noite de sexta-feira, teve lugar um sarau, com apresentações das diversas associações do concelho e da região.

Mais dinâmica
nas freguesias

“Queremos um perfil de saúde muito diferente daqui por uns anos e temos que começar a trabalhar já”, disse a vereadora obidense com os pelouros da saúde e bem-estar, Margarida Reis. A autarca destacou que já foram criadas mais aulas nas piscinas e no pavilhão e existem duas nutricionistas e psicólogas a trabalhar, sobretudo com os mais novos, nas escolas, mas também com as famílias, para que as boas práticas sejam implementadas também em casa.
A partir do próximo ano lectivo a prática desportiva chegará às escolas, com as actividades extra-curriculares. Aos ateliers criativos, ioga, música e inglês, vão agora juntar-se a actividade física, em que pontualmente, serão convidadas instituições do concelho.
A 21 de Julho irá decorrer na Praia del Rey uma prova de surf adaptado, onde estará o campeão nacional, Nuno Vitorino. Nessa altura também elementos da Federação Portuguesa de Surf Adaptado estarão em Óbidos, durante três dias, para partilhar esta modalidade e a inclusão com as crianças do concelho.
O Festival + Ativo terá uma periodicidade anual em Óbidos. Para além disso, irá realizar-se, alternadamente, nas várias freguesias do concelho. A partir de Setembro haverá uma “nova dinâmica em termos de desporto pelas freguesias”, rematou a autarca.