Óbidos já está iluminada, mas a animação é feita nas redes sociais

0
633
A iluminação da vila foi acesa na tarde de 20 de novembro e irá permanecer até 11 de janeiro | DR

Depois da vila iluminada e decorada, a quadra natalícia assinala-se nas redes sociais, com receitas, histórias, concertos e mensagens do Pai Natal

As iluminações de Natal já foram acesas em Óbidos. O momento foi assinalado, simbolicamente, às 18h00 da passada sexta-feira, 20 de novembro, nas redes sociais. Na mesma altura foi publicado um video, com o poema “É urgente o Natal”. Trata-se de uma adaptação do poema de Eugénio de Andrade, em que pessoas do concelho citam frases de autores conhecidos, como Alexandre O’Neill, Miguel Esteves Cardoso, Fernando Pessoa ou Machado de Assis, compondo uma nova poesia.
Durante a quadra serão ainda colocadas online receitas de Natal, mensagens diversas por parte do Pai Natal, concertos e narrativas de Natal.

As redes sociais são a principal forma de assinalar a quadra em Óbidos, a par da decoração da vila, que pode ser visitada em segurança

As redes sociais são, de resto a principal forma de assinalar a quadra em Óbidos, a par da decoração por toda a vila, que pode ser visitada em segurança. “Queremos que este Natal seja seguro, mas que não perca o espírito de celebração que caracteriza esta época do ano”, explica o presidente da Câmara, Humberto Marques, salientando que a autarquia pretende lançar uma campanha, feita por obidenses e para obidenses, com a tónica na esperança de um futuro melhor.
Embora inicialmente estivesse prevista uma cerimónia ao ar livre para o acender das luzes, a renovação do Estado de Emergência, na Assembleia da República (a 20 de novembro), levou a uma alteração do programa. As luzes estarão acesas até 11 de janeiro, dia em que se assinala o feriado municipal.
Este ano, e devido à pandemia, também não se realiza o evento Óbidos Vila Natal.
O investimento na iluminação e decoração ronda os 7 mil euros, a que se juntam mais 8 mil euros da autarquia na animação natalícia e na dinamização do comércio tradicional.

Incentivo ao comércio local
Questionado pela Gazeta das Caldas sobre as perspetivas para a quadra em termos económicos e sociais no concelho, Humberto Marques começou por reconhecer que “serão tempos difíceis para todos”, tanto no setor público como no privado. “Contudo, dentro do equilíbrio possível de fazer entre a saúde e a economia, procuramos ter segurança em ambos”, disse o autarca, aconselhando as pessoas, na consoada e na passagem de ano, a poderem ficar mais em casa mas, e ao mesmo tempo, fazer compras no comércio local como forma de “nos solidarizarmos com todos os que estão a passar por um momento muito difícil”.
O presidente da Câmara acredita também que a decoração das ruas, a iluminação da muralha e das praças, e com as medidas de segurança que já foram implementadas, terão visitantes que ali poderão fazer compras, comer e permanecer nos hotéis. “Mas não posso negar que defender a saúde pública e os interesses económicos é uma equação muito difícil de conseguir”, reconhece.
A autarquia tem várias equipas no terreno a acompanhar a situação e a garantir que “há uma resposta social para todos os que precisam”. Existe ainda um conjunto de medidas iniciadas em abril e que irão continuar em 2021. “Em cerca de sete meses, já totalizaram mais de 1,3 milhões de euros em apoios”, concretizou Humberto Marques.

Por toda a vila há também decorações natalícias, num trabalho que envolve a Óbidos Criativa e os comerciantes | DR
O Pai Natal irá emitir mensagens através das redes sociais | DR