OCORRÊNCIAS POLICIAIS – Barco virado no mar assustou banhistas na Foz do Arelho

1
680

Os banhistas que estavam na praia da Foz do Arelho perto da hora de almoço do sábado passado, 12 de Maio, não ganharam para o susto quando viram um barco de recreio virado no mar, mas a situação foi resolvida sem consequências graves.
“Por volta do meio-dia recebemos o alerta de um naufrágio na Foz do Arelho, com três náufragos. Mobilizámos de imediato o pessoal especializado para o local porque esta não é uma ocorrência normal, mas entretanto o cabo de mar ligou-me a dizer que queilo que aparentemente poderia ser muito grave, afinal não era”, contou o comandante dos bombeiros voluntários das Caldas, José António.
O barco tinha vindo de Peniche com três homens que estariam ao largo da Foz do Arelho a fazer pesca submarina e quando subiram à superfície depararam-se com este virado ao contrário.
“Quem viu o barco virado ficou alarmado e comunicou às autoridades, mas felizmente não houve nada de especial”, contou o comandante dos bombeiros.
Um dos pescadores nadou até à margem para pedir ajuda e os outros dois ficaram sentados no casco do barco. Segundo José António, os mergulhadores acabaram por ficar à espera de um reboque que veio de Peniche e os levou de novo para aquele porto. “Os dois elementos que estavam sentados no casco do barco não quiseram sair de lá” e os três náufragos acabaram por aproveitar a “boleia” do reboque.
Os bombeiros das Caldas acabaram por não ter qualquer intervenção, mas deslocaram para o local três ambulâncias, uma mota de água e um semi-rígido. Os bombeiros na mota de água fizeram companhia aos mergulhadores até que o reboque chegasse, cerca de meia-hora depois.

GNR atingiu ladrão na perna em São Martinho

Um militar da GNR de São Martinho do Porto atingiu com um tiro na perna um imigrante de 38 anos, que estaria a furtar gasóleo de um camião, acompanhado de dois outros indivíduos que conseguiram fugir.
Segundo a GNR o disparo foi feito depois do ladrão ter pegado numa barra de ferro com o intuito de agredir as autoridades. Depois de ter alta hospitalar, o indivíduo foi presente a tribunal e ficou a aguardar julgamento em liberdade, sujeito a apresentações semanais às autoridades.
A GNR de São Martinho também teve um dia atarefado a 12 de Maio com a detenção de dois homens devido ao roubo por esticão de um fio de ouro, e mais três indivíduos por resistência e coacção à patrulha da Guarda e posse de sete gramas de haxixe, e ainda de outro por posse ilegal de arma branca (bastão extensível).
Um homem foi detido em flagrante delito pela patrulha da Guarda das Caldas da Rainha quando estava a furtar gasóleo na Serra do Bouro.
A 7 de Maio a EDP e a PT apresentaram nove queixas por furto de cabo de cobre no concelho de Alcobaça. Foi também assaltado um anexo nas Gaeiras e no dia seguinte houve mais um furto de cobre no Bombarral. Houve também uma queixa de roubo nas Caldas e de um assalto a um armazém na Atouguia da Baleia.
A GNR identificou, a 9 de Maio, o alegado autor de um furto de material agrícola no interior de uma propriedade em Óbidos. Nesse dia dois veículos foram assaltados no Baleal e na Consolação.
Duas viaturas foram assaltadas a 10 de Maio em Ferrel e na Almagreira. No Chão da Parada assaltaram uma casa.
No dia seguinte foi assaltada outra casa em São Gregório e furtadas várias botijas de gás no Bombarral. Dois indivíduos, com 40 e 46 anos, foram detidos pela GNR quando estariam a assaltar uma propriedade em A-dos-Ruivos.
No dia 12 foi apresentada uma queixa pelo furto de cheques na Matoeira. A EDP também apresentou duas queixas por danos na rede eléctrica e furto de metais na Roliça e no Bombarral.
Um jovem de 18 anos foi detido pela PSP de Alcobaça, às 0h15 de 12 de Maio, por ter na sua posse haxixe suficiente para a confecção de 35 doses individuais.

Vários detidos por pesca ilegal na região

A GNR tem feito nas últimas semanas várias detenções por pesca ilegal nas lagoas e barragens da região.
No dia 10 um imigrante oriundo de um país de Leste foi detido pela GNR de Óbidos por estar a pescar na barragem do rio Arnóia com um número de anzóis superior ao permitido por lei.
Dois dias depois foram detidos três homens (um português e dois imigrantes) na albufeira da barragem de São Domingos (Peniche) por estarem a capturar espécies em época de defeso. Pelo mesmo motivo e no mesmo dia foi detido outro imigrante na barragem do rio Arnóia.
No dia 11 um homem foi detido no Campo por condução ilegal de uma mota. Presente a tribunal foi condenado a 159 euros de multa mais as custas do processo.
Na madrugada de 12 de Maio, cerca das duas da manhã, a PSP de Alcobaça deteve um homem com 43 anos de idade, que conduzia com uma taxa de álcool no sangue de 1,31 gr/l.
De 7 a 13 de Maio a GNR das Caldas da Rainha registou na área do seu destacamento territorial um total de 17 acidentes, dos quais resultaram 10 feridos ligeiros.

Pedro Antunes

pantunes@gazetadascaldas.pt

1 COMENTÁRIO

  1. Quando aqui se refere:

    “os mergulhadores acabaram por ficar à espera de um reboque que veio de Peniche e os levou de novo para aquele porto. “Os dois elementos que estavam sentados no casco do barco não quiseram sair de lá” e os três náufragos acabaram por aproveitar a “boleia” do reboque.”

    Faltaria então acrescentar que o reboque ou “boleia”, foi dada pelo salva-vidas que veio de propósito de Peniche…