Acusado de violência doméstica nas Caldas fica com pulseira eletrónica

0
277

O Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) da GNR deteve, esta sexta-feira, um homem, de 54 anos, pelo crime de violência doméstica, cometido no concelho das Caldas da Rainha.

Em comunicado, a GNR explica que o suspeito “infligiu maus tratos verbais, psicológicos, físicos e ameaças de morte com recurso a arma de fogo, à sua companheira de 46 anos e às filhas de ambos, de 22 e 25 anos”.

Durante a relação de  26 anos, o agressor “controlava a vítima, provocava medo, limitando a sua vida social e familiar, impedindo-a da sua livre autodeterminação”. Nos últimos dias, a escala de violência aumentou, culminando numa outra agressão física com recurso a arma de fogo, que apontou à cabeça da vítima e às filhas de ambos, que intercederam em defesa da mãe. “As vítimas, temendo pela sua integridade física e pela sua própria vida, abandonaram a sua residência”, sublinhou a GNR.

No seguimento das diligências policiais foram realizadas três buscas, uma em residência e duas em veículos, resultando na apreensão das três armas do suspeito.

O arguido, após ter sido presente ao Tribunal Judicial de Nazaré, foram-lhe aplicadas as medidas de coação de apresentações diárias no Posto da GNR local, proibição de contactos com as vítimas por qualquer meio e afastamento da residência familiar, vigiado por pulseira eletrónica.