Perto de 44 mil quilos de bens recolhidos para o Banco Alimentar

0
255
A recolha decorreu durante o fim-de-semana e envolveu 1200 voluntários

Dádivas representam um aumento de 8,4% relativamente à época equivalente do ano anterior

A campanha que decorreu, no passado fim-de-semana (dias 6 e 7 de maio) resultou numa recolha de 43,8 mil quilos de bens alimentares nos oito concelhos que integram o Banco Alimentar do Oeste (BAO). Os resultados obtidos, não incorporando ainda a Campanha Vale e a Campanha on-line, representaram um aumento de 8,4% relativamente à época equivalente do ano anterior.
O BAO destaca a “generosidade de todos quantos doaram bens alimentares, e também dos cerca de 1200 voluntários que, nas superfícies comerciais, nos transportes e armazém do BAO, deram o seu tempo e energia a esta ação e à concretização de valores de solidariedade”. É feita uma referência ainda às superfícies comerciais que autorizaram a recolha de alimentos e às instituições e empresas que colaboraram em mais esta ação.
Os bens agora doados, juntamente com os excedentes alimentares recolhidos diariamente junto de produtores, comerciantes, supermercados e empresas do ramo alimentar, serão distribuídos, através das 62 instituições de solidariedade social com as quais o BAO tem acordo. Chegarão depois a cerca de 10.000 pessoas comprovadamente carenciadas, sob a forma de cabazes ou de refeições confeccionadas.

Mercadona mantém campanha
A Mercadona tem ainda a decorrer uma campanha, também de angariação de bens para o Banco Alimentar, até 14 de maio. Nestes supermercados os clientes, apelidados de “Chefes”, podem fazer uma doação monetária, em múltiplos de 1 euro, que pode ser efetuada nas caixas de pagamento no momento da compra. Os valores doados serão depois convertidos em alimentos pela Mercadona e entregues aos respetivos bancos alimentares, que podem selecionar a variedade de produtos, consoante as suas necessidades específicas. ■