Petições sobre saúde discutidas na AR

0
309
A petição caldense foi entregue na AR em fevereiro do ano passado

Uma comitiva, composta por várias personalidades caldenses e autarcas, marcarão presença

 

Hoje, 16 de maio, a partir das 15h00, serão discutidas no plenário da Assembleia da República (AR), as petições “Centro Hospitalar do Oeste nas Caldas da Rainha” e “Um Hospital para todo o Oeste”. No caso da primeira, que tinha mais de 13.500 assinaturas quando foi entregue na AR, em fevereiro de 2023, são defendidas melhorias no atual hospital das Caldas e a criação de um novo hospital, localizado também neste concelho. A petição dá conta que a falta de resposta hospitalar é maior na zona norte da região do Oeste, nomeadamente, no concelho das Caldas da Rainha, desde logo, porque os habitantes desta região estão mais distantes de hospitais recentemente edificados, como é o caso dos de Vila Franca de Xira e Loures. Acresce o facto da oferta privada de cuidados de saúde hospitalar também ser notoriamente mais forte a sul do que a norte da região Oeste. A acompanhar a discussão estará uma comitiva caldense composta por Paulo Espírito Santo, Sofia Cardoso, João Lourenço, Jaime Neto, Vítor Dinis, António Curado, Sara Oliveira, Luís Patacho, Delfim Azevedo e Fernando Costa. Marcarão também presença os presidentes de Câmara, Vítor Marques e Filipe Daniel.
Já a petição “Um Hospital para todo o Oeste” apela a que sejam reconhecidas as conclusões do estudo encomendado pela OesteCIM, que aponta o Bombarral como a localização adequada para a construção do futuro hospital. O documento, que tem como primeiro subscritor o antigo presidente da Câmara de Torres Vedras, José Augusto Carvalho, fala ainda da expansão dos concelhos mais próximos de Lisboa e do congestionamento dos hospitais de Loures e Vila Franca de Xira. ■