Praça da Fruta permanece na Expoeste até Agosto

0
481
Alguns vendedores subscreveram um abaixo-assinado que pede a continuidade do mercado na Expoeste enquanto durar a pandemia

O retorno da Praça da Fruta para o local original deverá decorrer durante o mês de Agosto. De acordo com o presidente da Câmara das Caldas, o objectivo era que a mudança acontecesse este mês, mas o número de casos positivos à Covid-19 adiou essa pretensão.
Na passada segunda-feira o executivo apreciou o abaixo assinado subscrito por vendedores do mercado da Fruta, solicitando a sua continuidade no Pavilhão da Expoeste até ao final da pandemia, e deliberou manter a posição que sempre teve, de retorno ao seu local original.
Entretanto, a autarquia já reuniu com a Autoridade de Saúde, e estão a ser preparadas as medidas para o regresso da praça ao centro da cidade. O recinto da praça será vedado, ou seja, será colocado um gradeamento diariamente, que é retirado após o mercado. Haverá também painéis informativos da lotação, que não poderá ser superior a 100 compradores dentro do recinto, à semelhança do que acontece actualmente na Expoeste. Serão criados sentidos únicos de circulação, haverá controle de entradas presencial e alguém com a função de garantir o cumprimento dos sentidos únicos.
“Haverá álcool gel à entrada e a obrigatoriedade do uso de máscaras”, acrescentou Tinta Ferreira, esclarecendo que se trata de um conjunto de medidas necessárias para garantir o distanciamento social, a higiene e segurança das pessoas dentro do mercado. O autarca reiterou que a Praça da Fruta deverá funcionar no seu “local de sempre”, na Praça da República, e que está provisoriamente na Expoeste por razões de segurança.

HÁ TRÊS MESES NA EXPOESTE

A Praça da Fruta começou a funcionar na Expoeste a 17 de Abril, depois do risco de contágio provocado pela pandemia da Covid-19, ter ditado o encerramento do mercado na Praça da República a 16 de Março. O espaço fechado sofreu obras de adaptação para receber os vendedores, e compradores, no valor de 30 mil euros, bem como rigorosas regras sanitárias e de protecção para que esteja garantida a segurança de quem compra e quem vende.
O mercado da fruta funciona todos os dias da semana, entre as 08H00 e as 15H30, e as bancas têm agora dois metros de distância entre elas, e os corredores, com seis metros de largura, asseguram uma circulação desafogada e segura. Para evitar que as pessoas coloquem os sacos no chão também estarão disponíveis carrinhos de compras.