Presidente dos Bombeiros da Benedita demitiu-se

0
331

José Marques Serralheiro voltou a demitir-se do cargo de presidente da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários da Benedita no início deste mês de maio. O presidente demissionário diz que tomou esta decisão por “não estarem criadas as condições para continuar no exercício deste lugar com honra e sem perda de dignidade”, apontando a “um movimento de oposição liderado pelo comandante Carlos Pacheco, suportado pelos chefes da corporação e por muitos elementos da corporação”.
Recorde-se que o caldense Carlos Pacheco tomou posse como comandante dos bombeiros beneditenses há apenas três meses, em fevereiro, sucedendo a António Paulo no comando.
José Marques Serralheiro foi eleito como presidente da associação humanitária em dezembro de 2021, numa fase complicada da vida dos bombeiros da Benedita, que eram notícia pela célebre história da entrega dos capacetes.
Em novembro do ano passado, menos de dois anos depois da sua eleição, José Marques Serralheiro renunciou, pela primeira vez, ao cargo de presidente, então em desacordo com a direção da associação. Tal motivou a marcação de eleições, às quais o antigo administrador hospitalar se apresentou novamente como candidato e que viria a vencer, num ato eleitoral muito renhido (71 contra 63 com três nulos). Agora, cerca de meio ano depois, voltou a pedir a demissão.
A eleição dos novos órgãos sociais da associação Humanitária de Bombeiros Voluntários da Benedita está agora marcada para a assembleia geral do dia 14 de junho, às 20h00, na qual também será apreciado e votado pelos associados o relatório e contas do último ano. ■