Profissionais de saúde homenageados em Óbidos

0
486
A entrega foi feita a 6 de março na presença de representantes das diversas entidades envolvidas no grupo de trabalho

Grupo de empresários adquiriu quadro, que ofereceu para agradecer o trabalho da equipa Covid em Óbidos

Quem se dirige ao centro de saúde de Óbidos encontra um quadro que retrata uma multidão durante o período da pandemia. A obra, denominada “Tempos de Hoje’2020”, foi oferecida aos profissionais de saúde por um grupo de empresários obidenses, como forma de agradecimento pelo seu trabalho durante a pandemia da Covid 19. Anabela Ferreira, proprietária do restaurante O Traçadinho, lembrou que aquando da reabertura, em 2022 após a pandemia, fizeram uma exposição coletiva, onde surgiram “quadros muito impactantes”, sendo que este destacava-se pela multidão e os rostos, com as máscaras. Falou com outros empresários e decidiram comprá-lo “para oferecer aos profissionais que formaram a equipa Covid, de forma a agradecer e homenagear todos”, explicou, no passado dia 6, numa cerimónia que oficializou a entrega e que decorreu no centro de saúde, com a presença de profissionais de saúde, representantes das forças de segurança e da autarquia, e empresários. “Foram tempos muito difíceis tanto a nível familiar como empresarial e toda esta equipa, formada por profissionais de diversas áreas, soube orientar-nos num caminho que era desconhecido para todos”, disse a empresária, que espera que a obra possa também servir para reflexão sobre aquele período. Da autoria de Nel Frederix, uma holandesa que reside em Portugal há 15 anos, a pintura expressa a solidão que a pandemia trouxe, na sequência das medidas de proibição de contacto social. “Muitas pessoas na rua mas todas individuais, sem contacto entre si”, explicou a artista, dizendo-se honrada por terem adquirido a sua pintura para este gesto de agradecimento.
Também presente na cerimónia, a presidente do conselho de administração da Unidade Local de Saúde do Oeste, Elsa Baião, destacou a colaboração das várias entidades “para que tudo ficasse bem”. Reconheceu que houve fases “muito difíceis” e que, apesar da pandemia já ter passado, é necessário que “a sua memória continue presente, sobretudo nas aprendizagens e na união e solidariedade que tivemos entre nós nessa fase”.
A delegada de saúde de Óbidos, Fátima Pais, lembrou o grupo de trabalho criado e o seu funcionamento em rede, e representantes das várias entidades que integraram o grupo partilharam os seus testemunhos, alguns deles bastante emotivos.
“A dedicação ao outro no âmbito de uma comunidade só nos pode orgulhar”, salientou o presidente da Câmara, Filipe Daniel, destacando a importância da investigação, para se estar “um passo à frente nesta guerra desigual”. ■