Rede Europeia faz lobby na UE para acabar com as fronteiras nos tratamentos termais

0
815
Lucas Bruschi (à esquerda) apresentou a rede de cidades termais com história, que inclui cerca de 50 termas europeias de 13 países | D.R.

A Rede Europeia das Cidades Históricas com Termas (EHTTA) – da qual Caldas da Rainha faz parte – quer que os cidadãos europeus possam escolher as termas dos vários países onde possam fazer tratamentos comparticipados. Este é um dos objectivos centrais daquela entidade, juntamente com a Associação Europeia das Estâncias Termais, que, a ser concretizada, muito poderá beneficiar Portugal e as próprias Caldas da Rainha (quando as termas reabrirem).
Caldas foi a primeira cidade portuguesa a integrar a rede, em Março de 2015, que irá receber em Maio do próximo ano a Assembleia Geral Europeia, em que participam representantes das termas de 13 países.