Uso abusivo dos locais de recolha de “monos” leva a alterações

0
297

O município do Cadaval viu-se recentemente “obrigado a retirar os contentores” e encerrar os espaços dos locais de recolha de resíduos indiferenciados e monos que eram disponibilizados pela autarquia nas diversas freguesias do concelho.
Esta foi uma decisão que foi tomada pela Câmara devido ao uso abusivo destes locais, “nomeadamente com a deposição de RCD´s (resíduos de construção e demolição) e outros resíduos que também deveriam ter o normal encaminhamento legal, como pneus, óleos usados e produtos fitofármacos”, revelou a autarquia cadavalense na passada semana.
“O município iniciou a construção de um novo ecocentro para receção de resíduos indiferenciados junto à vila do Cadaval”, sendo que também se mantém “disponível o local de recolha de resíduos indiferenciados junto ao Parque de Serviços Urbanos da autarquia”.
O serviço de recolha de monos à porta também se mantém a funcionar, sempre por marcação prévia.
Os responsáveis autárquicos contam “com a compreensão de todos” e acrescentam que esperam “em breve disponibilizar um local moderno e mais amigo do ambiente onde todos poderão depositar resíduos que não podem ser colocados nos contentores de RSU’s (resíduos sólidos urbanos) ou nos ecopontos, e que terão uma nova vida através da sua reciclagem, o que agora não acontece”. ■