Vai ser criado o Observatório Regional de Lisboa e Vale do Tejo

0
304

Vai ser criado o Observatório Regional de Lisboa e Vale do Tejo, que tem por finalidade monitorizar o desenvolvimento regional e acompanhar as suas dinâmicas sociais, económicas, territoriais e ambientais. Este organismo irá também avaliar os planos e programas da CCDR-LVT, contribuindo para a tomada de decisão de novas políticas públicas, de investimentos estruturantes e de estratégias de futuro para esta região.
A sua apresentação pública será feita no dia 14 de Dezembro, pelas 15h00, no auditório da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CCDR-LVT) em Lisboa.
A abertura do evento será feita pela presidente da CCDR, Teresa Almeida, seguido da intervenção sobre “A rede de avaliação do QREN e os Centros de Observação das Dinâmicas Regionais”, por Paulo Areosa Feio, do Observatório do QREN.
O projecto “Observatório Regional de LVT” e Guia de Monitorização do Desenvolvimento Regional será apresentado por João Afonso, coordenador do Observatório, seguindo-se a apresentação do “InfoData nº 0” – Relatório de análise das dinâmicas regionais, por Mário Vale e Isabel André, do Centro de Estudos Geográficos.
Será ainda feita a apresentação do portal de informação estatística, sendo a sessão encerrada por João Ferrão, do Instituto de Ciências Sociais e ex-secretário de Estado do Ordenamento do Território e das Cidades.
Recorde-se que já existiu um observatório do Oeste para fazer a avaliação de várias dimensões da região, nomeadamente sobre as acessibilidades na sequência da construção da A8, mas de que nunca foram conhecidos publicamente os resultados. No site da CCDR-LVT refere-se que em 2002 foi concedido um financiamento para aquele projecto de cerca de 71 mil euros num investimento elegível de cerca de 110 mil euros.
Na última reunião da ADRO, cuja reportagem pode ser lida nesta edição, um dos propósitos do novo presidente da direcção daquela agência, é a criação de um novo observatório do Oeste.

F.F.