Caldense abre negócio de private chef, catering e educação alimentar

0
653
A jovem, de apenas 27 anos, lançou o seu novo negócio há apenas duas semanas

Onde o amor e a comida se encontram é o slogan do novo negócio da jovem Mariana Tavares, que pretende, desta forma, “entregar amor através da comida e da cura com a mesma”.

Engenheira alimentar de formação e a exercer a função numa empresa na área da pastelaria, a caldense Mariana Tavares decidiu mudar de vida e lançou recentemente um negócio de private chef que a leva a cozinhar… na casa dos clientes.
O amor à cozinha vem de sempre, especialmente pelas sobremesas e doces. E os ensinamentos são os da mãe e das avós. A ideia deste negócio é antiga, até porque não faz apenas o serviço de private chef, mas também serviços de catering e de educação alimentar, uma vertente que sempre a fascinou.
Em conversas com estrangeiros que escolheram o Oeste para viver, anotou que estes imigrantes lamentavam a inexistência do serviço de private chef, que encontravam noutras partes do mundo e até de Portugal.

Um assado de legumes com batata doce

Mariana Tavares percebeu que até há chefs que vêm de Lisboa para prestar este serviço, mas apenas em certas áreas, como o sushi. “A maior falha é que não existiam chefs direcionados para as intolerâncias alimentares e a minha formação é muito direcionada para a nutrição funcional e gastronomia funcional”, contou à Gazeta das Caldas.
“Não acredito em extremismos, mas considero muito importante o equilíbrio entre a alimentação omnívora e vegetariana”, afirmou Mariana Tavares, acrescentando que, “se todos reduzirmos um pouco o nosso consumo de carne e de peixe, o planeta agradece e o nosso corpo também!”.
Normalmente, nos serviços que presta é ela própria quem faz todo o trabalho, mas quando se trata de grupos muitos grandes recorre à prestação de serviços. “Não existe um menu desenhado, é tudo personalizado para cada cliente, que normalmente me diz o que não quer”, explica a empreendedora, que trabalha onde seja chamada. No futuro, aliás, um dos objetivos é fazer retiros na Indonésia ou na Índia.
A vertente da educação alimentar é uma forma de partilhar “o caminho para a paz com a comida”. Um exemplo de uma atividade de educação alimentar passa por ir com o cliente ao supermercado e depois irem para a casa do cliente cozinhar, com os utensílios e recursos disponíveis e com os conhecimentos da chef.
A empresária não tem, nem quer ter, uma cozinha licenciada, até porque não sente essa necessidade. No serviço de private chef trabalha em casa das pessoas ou nos locais dos eventos. E, caso sinta necessidade para algum serviço de catering, tem parcerias que lhe permitem utilizar cozinhas de resturantes. Já na vertente da educação alimentar, trabalha essencialmente online ou ao domicílio.
Com este negócio lançado há apenas duas semanas e ainda a dar os primeiros passos, Mariana Tavares espera que em dezembro já consiga viver exclusivamente do mesmo. Mas esse é um mês de trabalho intenso, uma vez que, em conjunto com a irmã e como forma de prestarem uma homenagem à mãe, lançaram no último ano uma marca de folares para vender nas épocas festivas do Natal e da Páscoa.

Faça em casa

Salteado de Trigo Sarraceno com legumes em cama de Hummus

Ingredientes: uma chávena de trigo sarraceno e duas de água, sal, dois dentes de alho, cebola, uma colher de sopa de azeite, meia courgette, pimento vermelho, alho francês, cenoura ralada; Para o Hummus: grão de bico, dois dentes de alho, uma colher de sopa de tahini, sumo de meio limão e sal

1- Demolhar e cozer o trigo
Preparação
Demolhar o trigo por, pelo menos, 8 horas e cozer com a água, sal e os dentes de alho, até estar macio (como se fosse arroz)

2-Refugar e juntar os legumes
Temperar
Fazer refugado com cebola, azeite e água e juntar os legumes cortados. Temperar com sal e pimenta

3-Juntar o trigo
Está pronto o salteado
Quando os legumes já estiverem moles, junta-se o trigo serraceno cozido e deixa-se saltear mais um pouco. Depois reservamos esta mistura

4-Fazer o hummus
Servir
Enquanto os legumes estiverem a fazer, coloque os ingredientes do hummus num processador e triture até obter um creme liso, que é servido no prato com o salteado