A farmácia foi à escola falar de reciclagem de medicamentos

0
933

No passado dia 12 de Junho, o Grupo Correia Rosa realizou a última sessão de esclarecimento deste ano lectivo, no Centro Social e Paroquial de Caldas da Rainha, no âmbito do projeto ‘A Farmácia Vai à Escola’. Desta vez, a sessão foi subordinada ao tema ‘Valormed’. A Valormed é uma sociedade sem fins lucrativos, criada em 1999, que tem a responsabilidade de gerir os resíduos de embalagens vazias e medicamentos fora de uso (uso humano e veterinário)​. Às farmácias cabe a responsabilidade de sensibilizar toda a população para importância de colocar os medicamentos fora de uso no local correto, e sabemos como é importante passar esta mensagem aos mais pequenos!
Os medicamentos são resíduos especiais, pelo que colocá-los no lixo comum ou na rede de esgotos pode acarretar problemas graves como:
– Intoxicação acidental de crianças e adultos​
– Impacto na qualidade da água e, consequentemente, alterações na vida aquática​
– Contaminação do solo​
– Intoxicação de animais por ingestão de medicamentos deitados no lixo​
– Resistências bacterianas, com elevado impacto na saúde pública​
– Vidros e agulhas podem cortar/picar os profissionais que recolhem o lixo​
Assim, é importante verificar a ‘farmácia lá de casa’ a cada 6/12 meses, separar todos os medicamentos fora de validade ou que já náo são necessários e entregá-los na sua farmácia.
E o que pode colocar no Valormed?
– Medicamentos fora de prazo​
– Medicamentos que já não utiliza/necessita​
-Materiais usados no acondicionamento e embalagem dos produtos adquiridos (cartonagens vazias, folhetos informativos, frascos, blisters, ampolas, bisnagas, etc.)​
– Acessórios utilizados para facilitar a administração (colheres, copos, seringas doseadoras, conta gotas, cânulas, etc.).​
E o que não pode ser colocado?
– Agulhas ou seringas​
– Termómetros​
– Aparelhos elétricos ou eletrónicos​
– Gaze e material cirúrgico​
– Produtos químicos​
– Fraldas​
– Radiografias
Depois de corretamente separados, os materiais são enviados a gestores de resíduos autorizados responsáveis pelo seu tratamento final:​
– Reciclagem de materiais de embalagem (papel, plástico, vidro).
– Valorização energética de medicamentos não perigosos​
– Incineração segura de medicamentos perigosos​
Já não há desculpas para colocar os medicamentos no lixo. Separe os medicamentos fora de uso e coloque-os nos contentores Valormed! De uma forma tão simples, podemos contribuir tanto para proteger o nosso ambiente e a nossa saúde.

VANESSA AZEVEDO, farmacêutica
Grupo de Farmácias Correia Rosa