Apneia do Sono, que doença é esta?

0
69

Maria João Orfão
médica

A Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) é um problema de saúde pública e prevê-se que em Portugal atinja cerca de 5% da população. Esta doença é mais frequente em adultos com mais de 65 anos, sendo mais comum em homens, e mulheres após a menopausa.
A SAOS caracteriza-se por paragens respiratórias durante o sono, devido à obstrução da via aérea, na qual a passagem de ar é dificultada. Se essas paragens ocorrerem diversas vezes enquanto dorme, poderão advir consequências negativas para o seu dia-a-dia e para a sua saúde, como aumento da pressão arterial e problemas cardíacos.
Se não for diagnosticada e tratada, pode tornar-se um distúrbio complexo. Deve ter em conta os seguintes sinais de alerta: ressonar alto, sono agitado, pausas respiratórias e despertares com sons de engasgamento durante o sono, necessidade de urinar durante a noite, excesso de sono durante o dia, diminuição da memória, irritabilidade e distúrbios sexuais, como diminuição da libido e impotência, entre outros. A obesidade é o principal fator de risco, mas existem outros, como alterações anatómicas, idade, consumo de álcool, tabagismo, uso de certos medicamentos e a componente genética.
O diagnóstico é confirmado com um exame do sono, denominado por polissonografia, o qual também classifica a SAOS quanto à gravidade em ligeira, moderada ou grave. O seu tratamento inclui medidas gerais como a redução de peso, evicção de álcool, tabaco ou determinados medicamentos e uma higiene do sono adequada, assim como uma intervenção específica em função de cada caso, que pode incluir a utilização de um aparelho durante o sono que fornece ar com pressão positiva nas vias aéreas superiores através de uma máscara, ou cirurgia. O diagnóstico atempado e o correto tratamento da SAOS podem promover uma melhoria significativa da saúde do doente e da sua qualidade de vida. Consulte o seu médico!