Clínica de Medicina Tradicional Chinesa abre no Pó, com oferta complementar

0
1151
Está situada no antigo posto médico, na Rua Carlos Nascimento Leitão, nº19

Está situada no antigo posto médico, na Rua Carlos Nascimento Leitão, nº19

A freguesia do Pó, Bombarral, recebeu, a 13 de agosto, uma clínica de Medicina Tradicional Chinesa (MTC), instalada no antigo posto médico, fechado há mais de 15 anos e cedido pela junta de freguesia, situada na Rua Carlos Nascimento Leitão, nº19. O proprietário é Alexandre Henriques, de 28 anos, natural daquele lugar, e que é também médico credenciado. Adicionalmente, uma médica de Medicina Geral e Familiar e uma enfermeira prestam serviços na clínica, que alia ambas as medicinas e pretende suprir a falta de serviços de saúde na freguesia.
“Para serviços de medicina básicos, que é o que grande parte das pessoas às vezes precisa, a clínica vai preencher esse vácuo, porque o que está a acontecer agora é que, qualquer coisa que seja preciso, vai-se sempre às urgências [do hospital]”, explicou Alexandre Henriques, acrescentando que a MTC “tem tratamento para todo o tipo de patologias”, e “só não opera”. Os tratamentos incluem acupuntura, fitoterapia, massagem tuiná e técnicas associadas, tendo métodos de diagnóstico próprios que incluem leitura do pulso e observação da língua, para além do questionário.
O médico, que já exercia no Pó e que estudou na Escola Superior de Medicina Tradicional Chinesa (ESMTC), afirma que é principalmente procurado para tratar “questões do foro musculoesquelético, como lesões na coluna”, decorrentes do trabalho no campo, que é a ocupação profissional de muitos habitantes. Mas também “questões gastrointestinais, como dores de barriga, dores de cabeça ou dores menstruais”, e ainda “questões emocionais, como a ansiedade ou quadros depressivos”. “Pessoas para deixar de fumar, para perder ou ganhar peso”, procuram igualmente a clínica, estando o intervalo etário predominante situado entre os 40 e os 60 anos, apesar de que a “população idosa também acaba por procurar”. Só a pediatria “não é a minha especialidade”, afirma o médico, com experiência adicional em massagens graças ao curso de Termalismo da ETEO.
E, para os casos mais “bicudos”, Alexandre afirma que “tem uma relação próxima com os professores em Lisboa” e sabe encaminhar os pacientes para os devidos especialistas. “Se há alguma coisa de que me posso orgulhar é que nunca deixei nenhum paciente de mãos a abanar. Se eu não conseguir, a pessoa leva uma recomendação de uma pessoa que muito provavelmente conseguirá resolver aquele problema”.
A clínica funciona de terça a sábado, das 9h00 às 18h00, para consultas com marcação, e das 18h00 às 20h00 para consultas de urgência. As consultas com a médica de família e com a enfermeira acontecem duas vezes por semana, sendo o calendário disponibilizado mensalmente no site e nas redes da clínica. Disponibiliza-se também o serviço de análises clínicas realizado em parceria com a Unilabs do Bombarral, que, para já, é apenas uma vez por semana, e “está previsto” ser à quinta-feira, das 8h30 às 11h30.
Os preços das consultas de MTC são de 45 euros para a primeira e 35 euros para as de continuidade, e, nas urgências, 50 euros. Alexandre atende um paciente por hora. Com a médica de família, a consulta custa 45 euros e os serviços de enfermagem variam entre os 2,50 euros e os 50 euros, dependendo da complexidade do tratamento. ■