Crapaa apela à esterilização, a braços com 32 cachorros

0
64
Após resgatar uma grande quantidade de animais em poucos dias, a associação reforçou o apelo à esterilização | DR

Associação de defesa animal viu aumentar de forma significativa o número de resgates e apela à consciência e ao auxílio da comunidade

“Virar as costas ou ir salvar mais vidas?”, é assim que a Crapaa – Caldas da Rainha Associação de Proteção de Animais Abandonados inicia uma publicação com duplo apelo à comunidade caldense.
Num único dia, a associação foi chamada a recolher duas ninhadas de cachorrinhos que nasceram na rua, cada um com nove elementos. A estes 18 juntaram-se aos 14 que a associação já tinha ao seu cuidado, para um total de 32 crias, de cinco ninhadas diferentes.
“Levamos os bebés ao veterinário e estão com o início de uma gripe, não convém apanharem muito frio, nem chuva. Foram resgatados de tocas bem fundas, escavadas no chão. Esperamos ter chegado a tempo”, descreve a associação, que apela à esterilização como forma de controlo das populações.

Em poucos dias a associação recolheu 18 cachorrinhos e sete cães adultos

“Enquanto não virem a esterilização como o grande meio para diminuir o abandono, vão continuar a aparecer mais e mais cachorros e cães adultos abandonados”, declara a Crapaa, que além das crias, resgatou igualmente da rua mais sete cães adultos. Além destes, “temos vários animais em lista de espera, que não conseguimos atender”.
A associação pede à população que faça um pequeno exercício: “imaginem as ninhadas que íamos ter dentro de seis meses com estes 32 cachorrinhos à sua sorte”.
A associação continua, dizendo que “neste momento há mais animais para adoção do que pessoas que possam adotar”.
O segundo apelo que a associação lançou foi de apoio. “Estamos a precisar de ração, resguardos, desparasitantes internos e externos e ajuda monetária para as vacinas e esterilizações”.