Largue já o tabaco!

0
110

 

Cristina Perna
Médica interna de Formação de Medicina Geral e Familiar, USF Rainha D. Leonor

De acordo com o Programa Nacional para a Prevenção e Controlo do Tabagismo, 10% das mortes em Portugal são devidas ao tabaco, havendo uma morte relacionada com o tabaco em cada 50 minutos. O tabagismo é uma das mais relevantes causas de morte evitáveis.
O fumo do tabaco é constituído por mais de 7000 substâncias químicas, das quais mais de 100 são tóxicas e cerca de 70 cancerígenas. Os produtos do fumo do tabaco chegam rapidamente aos pulmões, entrando em segundos na circulação sanguínea. Deixar de fumar será a melhor decisão que pode tomar para melhorar a sua saúde e a dos que o rodeiam.
Quando se deixa de fumar, os efeitos no sistema respiratório são imediatos. Além da melhoria do olfato e paladar, os pulmões também iniciam a sua recuperação. Existe também uma diminuição do risco de problemas cardiovasculares. Logo nos primeiros minutos ocorre diminuição da frequência cardíaca e da pressão arterial. Ao final de um ano, o risco de doença cardiovascular reduz para metade.
Deixar de fumar terá bastantes efeitos ao nível hormonal, diminuindo o risco de doenças como diabetes, osteoporose, ou disfunção erétil. Quando um fumador inicia o processo de deixar de fumar, podem aparecer sintomas de abstinência (sintomas negativos). Mas não se esqueça, deixar de fumar pode ser difícil, mas traz inúmeros benefícios imediatos e a longo prazo. E poupa dinheiro, que poderá investir em coisas mais saudáveis e que lhe darão prazer, sentir-se-á melhor e com mais energia! ■