Presidente da Junta de Freguesia do Pó eleito apenas por um voto

0
190
Ántónio José Benjamim, presidente social-democrata da Junta de Freguesia do Pó, vai prosseguir o trabalho realizado ao longo dos últimos mandatos

Um voto apenas decidiu a vitória na Junta de Freguesia do Pó nas últimas eleições autárquicas, que permitiu que o PSD continuasse a liderar os destinos da mais pequena das quatro freguesias do concelho do Bombarral. O social-democrata Álvaro José Benjamim venceu por uma “unha negra” o socialista, o jovem Rui Antunes, por 221 votos contra… 220. E bastou um voto para assegurar a maioria absoluta, dado que dos sete eleitos, quatro foram para o PSD e os restantes três para o PS.
Não há memória de um ato eleitoral autárquico tão disputado nesta freguesia. Os eleitores foram em massa à única secção de voto da aldeia. Dos 715 eleitores votaram 511, traduzindo-se numa taxa de abstenção de apenas 28,3%, inferior ao que se verificou quatro anos antes (33%) e muito abaixo da média nacional. Nunca como no passado os sete votos em branco ou os cinco votos nulos fizeram uma diferença tão grande. O PCP, com 35 votos, e o CDS/PP, com 23, não conseguiram mais uma vez eleger um representante para a Assembleia de Freguesia.
Álvaro José Benjamim reconhece que foi uma vitória ‘tirada a ferros’ e, na sua opinião, houve fundamentalmente dois fatores que pesaram para os eleitores.
Em declarações à Gazeta, o autarca destaca o “cansaço” do eleitorado pelos “sucessivos mandatos do PSD”. “Há sempre um desgaste natural do nosso trabalho e eu integrei os últimos três executivos da Junta de Freguesia do Pó”, justifica. Outro factor que, na sua opinião contribuiu também para este despique eleitoral, ficou a dever-se “à qualidade da lista que o PS apresentou nestas eleições autárquicas para a nossa freguesia”.
Em jeito de balanço, Álvaro José Benjamim, para além de ter ficado satisfeito pela sua primeira vitória para presidente do executivo da autarquia poense, enaltece também o eleitorado por ter participado massivamente nas eleições. “É sempre bom para reforçar a democracia haver mais gente a votar. É sinal que querem participar na dignificação e no crescimento da nossa freguesia”, sublinha, que destaca, também, a mais-valia da sua lista, que integra eleitos com várias competências profissionais. Desde um jurista, passando por um técnico oficial de contas, professor e empresário agrícola.
O caminho faz-se caminhando e, apesar do PSD não ter conseguido vencer a presidência da Câmara do Bombarral, Álvaro José Benjamim acredita que o relacionamento entre a Junta de Freguesia do Pó e o executivo municipal socialista liderado será pautado por uma boa colaboração.
Naquela que é a freguesia que é líder na produção nacional de bacelos, estando presente em todas as regiões vitivinícolas, uma das apostas da Junta será, naturalmente, apoiar a agricultura. ■

“Nestas eleições as pessoas não ficaram em casa e foram votar pelo futuro da freguesia”
Álvaro José Benjamim