Três Cês assinala primeira década com exposição no Museu de Cerâmica

0
243

Foi inaugurada, no Museu da Cerâmica, a 25 de Julho, a  exposição de Cerâmica Contemporânea “Colectivo três cês 10 anos” que integra obras de ceramistas daquela associação.
A 3C´s é a responsável pela Feira de Cerâmica Contemporânea de S. Martinho do Porto que, após nove edições consecutivas, não se vai realizar em 2013. Segundo o presidente, Jean Ferrari, houve “um desentendimento” entre a associação, a Câmara de Alcobaça e a Casa da Cultura José Bento da Silva, que acabou por inviabilizar a exposição-venda de cerâmica contemporânea que decorria em Julho naquela vila desde 2004.
Trata-se de um evento com um carácter único por se realizar junto à baía e  que atraía  interessados na cerâmica contemporânea de todo o país para conhecerem as novas produções dos autores. Segundo Ferrari, a Feira de Cerâmica Contemporânea vai regressar, mas só em 2014.
Quem quiser conhecer várias expressões da cerâmica contemporânea em Portugal terá que se dirigir durante o verão ao Museu de Cerâmica nas Caldas da Rainha que acolhe uma mostra com obras de vários artistas do Oeste e de outras regiões do país.
Ali podem ser apreciadas obras de Ana Sobral, Ana Lousada & Carlos Neto, Carlos Enxuto, Carmina Anastácio, Heitor Figueiredo, Josiane Rodrigues, Liliana Sousa, Maria do Céu Nogueira, Martim S.Rita, Miguel Neto, Ricardo Casimiro e Paulo Oscar. A inauguração contou com uma demonstração de “video mapping” de Marco Telmo Martins, e está prevista a realização de actividades oficinais, incluindo uma oficina de raku com os próprios artistas.
“Apresentar a cerâmica contemporânea de autor é algo que faz parte da missão deste museu”, disse Matilde Coto, directora dos museus de Cerâmica e Malhoa. A responsável acrescentou que exposição reflecte a actividade contemporânea na cerâmica “a nível local e nacional”.
Matilde Coto informou ainda que depois da Três Cês está prevista a habitual exposição da actividade anual de formandos de cerâmica do Cencal.

um ponto de partida para mais parcerias

A ideia para a realização desta mostra surgiu durante o decorrer da 9ª Feira de Cerâmica Contemporânea quando Ana Sobral, uma das responsáveis do Três Ces, convidou a directora para participar na actividade de raku.
Ana Sobral explicou a forma informal como surgiu a ideia de realizar esta mostra e salientou cada uma das vertentes do trabalho dos seus colegas, associados da Três Ces. “A cerâmica adapta-se bem a qualquer tipo de linguagem – para mim é mais um material de escultura”, disse.
Questionado sobre a razão da interrupção da Feira de Cerâmica de S. Martinho, o presidente Jean Ferrari informou que se deveu a um “desentendimento entre a associação, a Casa da Cultura de S. Martinho e a Câmara”. Ou seja, houve propostas “que não foram bem percebidas, falhou a comunicação e por isso este ano não há hipótese de a realizar”. Após uma última tentativa de tentar ainda realizar o evento, foram contactados os 40 ceramistas que integram a Três Cês e “não obtivemos respostas positivas para participarem”.
O responsável lamenta, mas  informa que a Feira regressará para o ano “até porque a Câmara de Alcobaça está interessada na continuidade do evento”. Jean Ferrari gostaria ainda que a associação tivesse mais elementos pois como ele se divide entre Portugal e França, precisava de quem o apoiasse na organização destas iniciativas.
Sobre este 10º aniversário, o presidente da associação Três Cês espera que “seja um ponto de partida para uma parceria com os museus, Câmara e todas as entidades competentes para juntos contribuirmos para o renascimento nesta região  da criação artística de cerâmica contemporânea”.
A exposição de Cerâmica Contemporânea “Colectivo três cês 10 anos” vai decorrer no Museu da Cerâmica de Caldas Da Rainha de 25 de Julho a 1 de Setembro 2013.

Natacha Narciso
[email protected]