Jorge Pina empossado como diretor do Agrupamento Bordalo Pinheiro

0
289
Docente quer que o aluno continue a ser a força motriz de todo o dia-a-dia do agrupamento

Tomada de posse vincou clima de continuidade e de valorização do caminho percorrido desde a criação do agrupamento, há uma década

Jorge Pina tomou posse como diretor do Agrupamento de Escolas Bordalo Pinheiro a 13 de julho, no auditório da escola-sede do agrupamento. Eleito por maioria absoluta em reunião do Conselho Geral a 27 de junho, era o único candidato, assumindo a sucessão de Maria do Céu Santos, numa lista de continuidade. E foi precisamente pelo salientar e agradecer do trabalho realizado pela direção cessante que se iniciou o discurso do novo diretor, que é professor na área da Informática.
Jorge Pina admitiu que “não foi uma decisão nada fácil” avançar com a candidatura à direção do agrupamento, porque, embora tenha resultado de “uma grande ponderação, veio impregnada de uma série de receios, de falhar, de não conseguir igualar ou melhorar o que é o prestígio que o nosso agrupamento granjeia junto da sua comunidade”. Mas “olhando para trás, indo ao início do agrupamento, que nasceu, entre aspas, moribundo, onde surgia uma dispersão geográfica dos estabelecimentos que o compõem, porque o agrupamento confina com cinco concelhos limítrofes, há uma área de abrangência enorme, só não confinamos com o mar, e além disso, as diferentes histórias que vinham agregadas a cada um dos estabelecimentos, faziam com que, à priori, o nosso agrupamento falhasse”, reconheceu. Ainda assim, volvidos oito anos, “vemos alunos e encarregados de educação a sentir um grande orgulho no trabalho que o agrupamento presta”, afirmou. “Conseguimos ter hoje essa pequena-grande vitória, que é a nossa comunidade ver em nós um agrupamento de referência que presta um ótimo serviço à sua comunidade, o que fez com que todos os receios se tivessem dissipado”, concluiu o dirigente, elogiando o trabalho das direções anteriores.
Jorge Pina realça que “o aluno continua a ser a força motriz que move todo o dia-a-dia do nosso agrupamento” e que acredita que este é “um agrupamento integrador e inclusivo”. O docente quer formar um “ambiente relacional produtivo e integrador, em harmonia, com respeito e defesa dos valores ambientais e de cidadania, cada vez mais importantes, de forma a proporcionar aos nossos alunos uma formação plena e capacitada para se formarem cidadãos autónomos, críticos e criativos”. Com um mestrado em Ciências da Educação e Gestão Escolar, Jorge Pina integra a direção do Sindicato dos Professores da Zona Centro. Tem 53 anos e é natural da Guarda, mas reside nas Caldas da Rainha há 14 anos. Já fazia parte da direção do agrupamento, como assessor, há seis anos e era coordenador da equipa de monitorização dos resultados internos de avaliação. Contará com Maria João Dias como subdiretora, Maria Alexandra Reis, Sílvia Marques e Luís Carradas como assessores. ■