Helena Brito e Victor Mota dedicam-se à cerâmica há 33 anos e abriram um espaço comercial no centro da cidade

Em frente à Praça da Fruta, no número 83, abriu recentemente a loja Linhas da Terra, que pertence ao atelier cerâmico de Victor Mota e Helena Brito. O casal de autores, que assinalou os 32 anos de carreira com uma exposição no Museu de Cerâmica, concretizou um sonho antigo ao abrir um espaço comercial e que possibilita ao público comprar peças de autor no coração da cidade. “As pessoas dizem que fazia falta um espaço como este”, contaram os ceramistas, que, além das suas colecções, também vendem peças de outros autores. À venda estão, também, trabalhos de Carlos Oliveira, Jorge Lindinho e Umbelina Barros. Nesta loja podem também ser adquiridas peças decorativas, em vidro da Marinha Grande, da Transforme Design.
Victor Mota e Helena Brito formaram-se no Cencal no final dos anos 1980, quando a indústria era pujante. Ambos foram modeladores e só mais tarde é que se dedicaram à cerâmica de autor, tendo criado o Atelier Linhas da Terra.
Helena Brito será a responsável pelo novo espaço comercial, onde investiram 1500 euros, já que na oficina já tinham o restante equipamento e o mobiliário que decora e faz funcionar a nova loja. “As nossas peças são quase todas de grés, algumas em porcelana e em barro vermelho”, contaram os autores, que têm ímans com fotografias de espaços simbólicos da cidade reproduzidos em cerâmica. Entre outros projectos está já na calha uma exposição de presépios e outros eventos que poderão ter lugar no tabuleiro da praça, assim que termine o mercado diário. Em finais de Outubro, os responsáveis vão apresentar as peças da nossa colecção de Natal.
A loja do atelier Linhas da Terra – que funciona diariamente e só encerra à segunda-feira – está aberta entre as 9h30 até às 19h00.
Além do novo espaço, há também outros ceramistas que preferem ter a sua banca na própria Praça da Fruta. Carlos Barroso é um dos autores que se dedica à cerâmica tradicional e dá o conhecer o seu trabalho há vários anos.
Paula Violante e Miguel Neto, autores de referência na área da cerâmica criativa e escultórica – inauguraram, no passado sábado, o seu espaço na praça. Os dois autores querem dar continuidade à tradição de vender naquele local emblemático e vão continuar a fazê-lo ao fim de semana.
A Câmara das Caldas, no âmbito do programa da Cidade Criativa, vai adquirir peças aos ceramistas locais e, até final de Agosto , foram 38 os artistas que concorreram e cujas propostas se encontram em avaliação.